Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Éramos Douro... agora somos mundo!

Informadouro

Éramos Douro... agora somos mundo!

Miguel Serrão é o novo presidente da Associação Nacional dos Engenheiros e Técnicos do Sector Florestal

Divulgação

“A floresta é um assunto demasiado importante para o equilíbrio do território, economia do país e segurança dos cidadãos, para estar condicionada por políticas que mudam ao sabor de ventos mediáticos e interesses económicos ilegítimos, por pressão de lobbies e políticas partidárias. A engenharia e a ciência têm que estar na base da maioria das decisões.”

Palavras de Miguel Serrão, o Engenheiro Florestal que acaba de ser eleito presidente da Associação Nacional dos Engenheiros e Técnicos do Sector Florestal (ANESF) em Assembleia Geral que ocorreu hoje, em Vila Real.

Em comunicado enviado às redações, o Engenheiro Florestal lembra que “infelizmente há ainda muitos atos e decisões que são tomadas por quem não possui conhecimentos nem habilitações adequadas para o efeito” e que incêndios que assolaram o país, são a prova do importante papel que os engenheiros e técnicos florestais têm a desempenhar em Portugal.

Como tal, adianta que a Associação Nacional dos Engenheiros e Técnicos do Sector Florestal vai propor ao governo e às câmaras municipais desenvolver trabalho conjunto no sentido de promover o sector florestal, garantindo o ordenamento e gestão do território e a segurança efetiva das populações. E lembra que “uma floresta demora décadas a desenvolver-se e obriga a compromissos geracionais. Esta realidade não é compatível com decisões pensadas para ciclos eleitorais de 4 anos.”

Miguel Serrão é licenciado em Engenharia Florestal pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, tendo iniciado a carreira na investigação científica florestal, para a indústria. Fez assessoria técnica e representação governamental, em gabinetes de diversos membros do Governo de orientações políticas distintas. Foi subdiretor geral da Direção Geral dos Recursos Florestais e diretor geral da única associação interprofissional do setor florestal. É consultor de diversas empresas, desenvolve atividades no âmbito da certificação florestal, colabora com associações ambientais e com instituições do ensino superior no domínio da docência

A ANESF tem por objeto desenvolver a engenharia florestal, a economia e a proteção da floresta em todo o país, bem como a dignificaçãoo e promoção da profissão de engenheiro e técnico florestal.

"Fachos" conta com projeto documental cinematográfico

Direitos Reservados

 

A Câmara Municipal de Machico iniciou, em 2016, um trabalho de valorização da tradição cultural dos “Fachos” (tochas usadas para iluminação), evento tradicional único na Região Autónoma da Madeira.

Desta forma, foi elaborado um projeto para a realização de um documentário cinematográfico sobre a tradição dos “Fachos”, que foi submetido ao Programa de Desenvolvimento Rural para a Região Autónoma da Madeira 2014-2020 – PRODERAM 2020.

Este projeto documental tem como objetivo preservar os Fachos, desde uma perspectiva patrimonial, e de aproveitar o potencial turístico associado a esta tradição para aumentar o desenvolvimento económico do concelho de Machico.

A iniciativa provém da Câmara Municipal de Machico, que tem em vista a valorização do património cultural para o desenvolvimento económico do concelho, através da promoção e preservação de uma tradição única.

A tradição etno-religiosa dos "Fachos" conta com um investimento total que ronda os 40.000,00€.

A apresentação oficial deste documentário está prevista para o dia 4 de abril de 2018 e integra-se nas Comemorações do Dia Nacional dos Centros Históricos que se realizam, pela primeira vez, em Machico.

Com a celebração do Dia Nacional dos Centros Históricos será também promovida uma exposição sobre todos os trabalhos de preparação do documentário cinematográfico “Fachos”, na Sala de Exposições do Núcleo Museológico do Solar do Ribeirinho.

Neste âmbito, está a ser preparado o processo de classificação dos “Fachos” como património imaterial cultural de interesse municipal.

Em Sátão vai-se bater o pé à tristeza e à má disposição

Divulgação

 

O Cineteatro Municipal de Sátão vai receber caras conhecidas do teatro e da televisão. A 2 de fevereiro, pelas 21h30, sobre a palco o espetáculo de música e revista à portuguesa "Ó Zé bate o pé".

Este espetáculo foi preparado para ser itinerante e pretende ser um protesto contra a tristeza e a má disposição, tendo sido distinguido pela Fundação Inatel. Com um elenco composto por caras conhecidas dos portugueses, como Luís Aleluia, Maria Tavares, Álvaro Faria, Fátima Couto e Bárbara Santos, "Ó Zé bate o pé" é um espetáculo ligeiro e bem-humorado onde não faltará a crítica e o humor apimentado característico da revista à portuguesa.

O espetáculo terá a duração de duas horas de boa disposição, fado e cantigas populares. É dirigido para maiores de 12 anos e os bilhetes estão disponíveis na Câmara Municipal de Sátão pelo valor de 12,50€.

Festas em honra de S. Sebatião, Santo Amaro e Santo Antão animam Moimenta da Beira este fim-de-semana

Divulgação

A Festa em honra de Santo Antão, padroeiro dos animais, realiza-se amanhã, 21 de janeiro, em Peva, Moimenta da Beira.

De manhã os festejos são religiosos e à tarde quase só pagãos. A organização é de uma comissão de festas constituída por populares da aldeia, que conta com os apoios da União de Freguesias de Peva e Segões, do Município de Moimenta da Beira e da associação “Baldios, Terras de Aquilino Ribeiro”.

Às 08h30 iniciará a Romagem ao Santuário com oferendas. A Eucaristia solenizada com Procissão decorrerá às 11h00 na Igreja Paroquial seguida da Bênção dos Animais. O Leilão das Oferendas está marcado para as 14h00 e uma hora depois há Marrada dos Carneiros e Luta de Bois. A Cagadela da Vaca (prémio: um borrego) está agendada para as 16h30.

Em Peva, amanhã, vai ser um dia carregado de tradições, que prometem atrair muito povo anónimo, tal como nos anos anteriores.

Divulgação

Hoje, em Alvite, a Festa é em honra de Santo Amaro. O sagrado e o profano juntam-se para cumprir a tradição. A missa em honra do padroeiro da freguesia, encheu, esta manhã, a igreja grande de Alvite. Concorrido também foi o mega-almoço-convívio com uma ementa de carne de porco e vitela, ambas assadas na brasa, acompanhadas com a batata serrana.

Este ano o programa teve início às 8 horas, com a chegada da Banda de Música. À tarde houve arruada pelas ruas da vila com a Banda de Música e grupos de concertinas. A festa prolonga-se pela noite com a atuação, no salão paroquial, do grupo musical “STAR MUSIC”.

Divulgação

Já na vila de Moimenta da Beira o dia de ontem e o de hoje são em honra de S. Sebastião. Festejos antigos, com história, tradicionais e populares em honra do Mártir. O cepo acendeu-se ontem, no final da tarde, altura em que abriram as barracas de comes e bebes. À noite houve arraial com o conjunto “Os Inseparáveis” e à meia noite o céu iluminou-se com o fogo-de-artifício.

Hoje, dia de Mártir S. Sebastião a alvorada de morteiros acordou a vila para ver passar a Banda Filarmónica de Sernancelhe e arruada. O hastear da bandeira antecedeu a missa em honra do padroeiro, seguida de procissão com andores e figuras bíblicas. A tarde arrancou com a banda a tocar junto à capela e à noite haverá Baile com o conjunto “LM”. À meia noite o céu volta a receber o colorido do fogo de artifício para encerramento dos festejos.

Bragança apresenta crescimento turístico e exportações com valores acima da média nacional

Direitos Reservados

 

Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em 2017, demonstram que o ano de 2016 continuou a ser positivo na área turística, havendo também um crescimento acentuado de exportações de bens, por empresas do Concelho de Bragança.

Quanto ao turismo, registaram-se taxas de crescimento acima da média nacional e da região Norte, pelo segundo ano consecutivo. O número de dormidas no concelho obteve um crescimento de 19,63% face ao mesmo período do ano anterior, sendo que o crescimento na região Norte foi de 14,11% e 11,40% em todo o território nacional.

No que diz respeito ao número de hóspedes houve, em 2016, um crescimento de 14,17%, o que representa 48,12% da NUT III, Terras de Trás-os-Montes, e 1,46% da Região Norte. Dados que reforçam a liderança regional do concelho de Bragança.

É ainda de salientar o aumento dos proveitos das Unidades Hoteleiras do Concelho de Bragança, no período de 2015 para 2016, de 19,17% (+460 mil euros).

Nos últimos quatro anos, o Município de Bragança investiu na promoção territorial de Bragança, através de diferentes ações, realizadas em Portugal e Espanha e, ainda, na realização e acolhimento de eventos marcantes. Tudo isto com o objetivo de atrair mais turistas e criar riqueza, promovendo e afirmando o território para valorizar a identidade local e divulgar as potencialidades dos recursos endógenos de Bragança.

 

 

 

Já a nível de exportações, registou-se um crescimento acentuado de 6,29%, ou seja, de 35.51 milhões de euros. Este valor foi superior à evolução das exportações portuguesas de bens (que nesse ano cresceram 0.39%) e da região norte (com crescimento de 5,81%).

Também a Balança Comercial de bens teve uma evolução positiva, com um saldo positivo de 74,09 milhões de euros. Bragança, no ano de 2013, representava 1,16% das exportações da Região Norte, e em 2016 representou 2,93%, sendo o 16.º concelho mais exportador da região norte.

Em termos regionais, Bragança exportou 94,60% da NUT Terras de Trás-os-Montes, 81,53% das NUTS Terras de Trás-os-Montes e Douro (28 Municípios) e 6 vezes mais que a NUT Douro (19 Municípios).

Costa vai à Marinha Grande para apresentação da Estratégia de Recuperação do Pinhal de Leiria

Direitos Reservados

O primeiro-ministro António Costa, estará de visita segunda-feira, dia 22, a Vieira de Leiria e Marinha Grande numa iniciativa que terá como foco central a reflorestação do Pinhal de Leiria.

Costa deverá chegar ao topo Norte da Mata Nacional de Leiria, junto à Escola Loureiro Botas, às 15h00 onde, juntamente com os alunos do Agrupamento de Escolas de Vieira de Leiria, irá plantar árvores e proceder à entrega do donativo da Fundação Aga Khan ao Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

Às 15h30 o primeiro-ministro seguirá em viagem de autocarro pela EM 242-1 em direção à Marinha Grande para observação da área ardida com paragem para observação do corte de árvores por razões de segurança da rede viária.

O programa de visita continua com uma Sessão Institucional no Auditório da Resinagem, situado na Praça Guilherme Stephens, na Marinha Grande, onde será assinado um Protocolo de Criação do Observatório Local do Pinhal do Rei. A Constituição da Comissão Científica para Implementação do Programa de Recuperação das Matas Litorais antecede a apresentação da estratégia de recuperação do Pinhal de Leiria por Rogério Rodrigues, Presidente do ICNF.

Caberá a António Costa o encerramento da Sessão.