Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Somos mundo!

Informadouro

Somos mundo!

Em Ribeira de Pena vai haver Tocadores de Concertinas e Cantadores ao Desafio em Dia de Reis

Divulgação

Chegam de todo o país e com eles trazem os instrumentos, a voz afinada e a imaginação bem treinada para aquele que é já o 31º Encontro Nacional de Tocadores de Concertinas e Cantadores ao Desafio.

O Dia de Reis em Ribeira de Pena vai ser animado pelos participantes no Encontro que, pelas 16h00 de sábado, irão encher de música as ruas da vila de Salvador.

Já mais tarde, na Capela de Balteiro, irá decorrer um Momento Orante com Cantares ao Menino presidido pelo Padre Fontes e pelo Padre Carlos Rodrigues.

O dia termina com o tradicional Concerto de Reis.

Em Portimão as Janeiras cantam-se na Praça da República

Divulgação

No dia 6 de janeiro, pelas 21h00, a Alameda da Praça da República, em Portimão, vai ser palco da quarta edição do “Cantar das Janeiras” com a participação de seis grupos do concelho e dos concelhos vizinhos. O serão terminará com o sabor a Bolo-Rei e a Jeropiga, tal como a tradição dita. Serão momentos também para manter vivo o movimento associativo, através dos grupos presentes que utilizarão a sua voz, mas também as violas, os instrumentos de percussão e de cordas. São eles, as Estrelas do Barlavento - o Grupo de Cantares de Música Tradicional Portuguesa, o Grupo Coral Adágio, o Grupo Coral do Centro de Convívio de Alvor ACRA 1º Dezembro, o Grupo de Janeiras da Associação Cantares do Parchal, o Grupo de Cantares do Instituto de Cultura de Portimão e a Associação Grupo Coral de Portimão.

Vila Nova da Barquinha: Praia do Ribatejo vai ter Espaço Cidadão

Município de Vila Nova da Barquinha

O edifício da Junta de Freguesia da Praia do Ribatejo, concelho de Vila Nova da Barquinha, prepara-se para receber um “Espaço Cidadão”. O kit de atendimento digital assistido já está instalado e a formação dos recursos humanos para os dois postos de atendimento também já está concluída.

Município de Vila Nova da Barquinha

O Espaço Cidadão da Praia do Ribatejo irá abrir portas nas próximas semanas e funcionará de segunda a sexta das 9 às 12h30 e das 14 às 17h, na Rua Comendador Manuel Vieira da Cruz, nº 30, instalações cedidas pela Junta de Freguesia, sendo a sua gestão repartida por aquele órgão autárquico, Município de Vila Nova da Barquinha e Agência para a Modernização Administrativa (AMA).

São vários os serviços a disponibilizar numa primeira fase, tais como: ADSE; Caixa Geral de Aposentações; Segurança Social; Portal do Cidadão; Direção Geral do Consumidor; Serviço de Estrangeiros e Fronteiras; Instituto da Mobilidade Terrestre; Autoridade para as Condições de Trabalho; Inspeção-geral das Atividades Culturais; Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas; Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana e Serviços partilhados do Ministério da Saúde. De entre os vários serviços referidos, o cidadão poderá por exemplo obter o registo criminal, fazer um registo de propriedade intelectual, renovar uma autorização de residência, revalidar a carta de condução, efetuar pedidos diversos à segurança social, entre outros.

O Espaço do Cidadão será objeto de cofinanciamento comunitário, cabendo à Administração Central assegurar o investimento em desenvolvimento tecnológico, em mobiliário, equipamento informático, software informático, formação de recursos humanos e call-center de apoio.

Moimenta da Beira: Baixas temperaturas no fim-de-semana podem trazer neve às zonas altas do concelho

Município de Moimenta da Beira

O Município de Moimenta da Beira em comunicado enviado às redações alerta a população para o agravamento do estado do tempo nos próximos dias devido à passagem de uma superfície frontal fria. “Apela-se especial atenção para os efeitos dos valores baixos de temperatura, em especial junto das populações mais idosas. Especial atenção ainda para a condução, devido à possibilidade de formação de gelo nas estradas devido às baixas temperaturas que se vão fazer. Deverá verificar-se formação de geada branca nas zonas mais abrigadas/de vale (zonas menos ventosas), mas existe igualmente possibilidade de formação de geada negra em zonas mais expostas/desabrigadas/de maior altitude, onde a conjugação de valores baixos de temperatura (próximos de 0ºC) com condições de vento moderado e valores de humidade relativa baixos, poderá propiciar a formação de geada negra em algumas zonas desabrigadas.

De acordo com a “Ibermeteo”, uma empresa na área de consultoria no ramo de Meteorologia, as alterações irão começar a sentir-se na sexta-feira, dia 5, esperando-se precipitação em geral moderada, mas por vezes algo frequente, com acumulados que podem rondar os 15 a 20mm em 24horas. O vento também deverá soprar moderado, pontualmente forte, com o valor de rajada máxima a poder rondar/ultrapassar os 80km/h, em especial nas zonas mais altas da região, como Alvite, Peravelha, Serra de Leomil, Caria, S. Torcato e S. Martinho. Refira-se ainda que com o avanço da tarde/chegada da noite de sexta-feira a temperatura irá sofrer uma descida gradual podendo verificar-se queda de neve acima dos 800/900m de altitude ao fim da tarde/início da noite de sexta-feira.

Deste modo, deverá nevar no fim da tarde de sexta-feira nos pontos mais altos da região, mais concretamente na Serra de Leomil. Durante a madrugada e dia de sábado as cotas de neve ainda deverão baixar mais, para os 500/700m. No entanto, a partir da madrugada de domingo a possibilidade de precipitação já será reduzida, ou seja, haverá pouca possibilidade de chegar a nevar. Sábado e domingo serão dias frios, com temperaturas baixas. Os valores de temperatura máxima nestes dois dias não deverão superar os 7 a 9ºC, sendo que os valores de temperatura mínima deverão rondar/ser inferiores a 0ºC, podendo em algumas zonas mais abrigadas serem próximos dos -5ºC.

CTT encerram 22 lojas

CTT

 

Vai do norte ao sul, passando pelas ilhas: os CTT vão encerrar 22 lojas com "pouca procura", noticia o jornal digital ECO e que já foi confirmada pela administração da empresa dos Correios. 

Segundo a publicação, a empresa fez chegar à Comissão de Trabalhadores um pedido de parecer sobre o encerramento destas lojas quase todas no litoral e ilhas. 

  • Açores
    Calheta (Ponta Delgada
  • Aveiro
    Barrosinhas (Águeda), Paços Brandão (Santa Maria da Feira) e Universidade (Aveiro)
  • Braga
    Riba D'Ave (Vila Nova de Famalicão)
  • Faro
    Avenida (Loulé)
  • Lisboa
    Camarate (Loures), Filipa de Lencastre (Lisboa), Junqueira (Lisboa), Olaias (Lisboa), Socorro (Lisboa)
  • Madeira
    Arco da Calheta (Madeira)
  • Porto
    Areosa (Porto), Asprelas (Porto), Galiza (Porto), Freamunde (Paços de Ferreira), Termas de S. Vicente (Penafiel)
  • Santarém
    Alferrarede (Abrantes), Alpiarça (Santarém)
  • Setúbal 
    Aldeia de Paio Pires (Seixal), Lavradio (Barreiro)
  • Vila Real
    Araucária (Vila Real) 

Decisão é de "alguém louco", diz autarca de Vila Real

Rui Santos, presidente do município de Vila Real, reagiu em entrevista à SIC. A decisão de encerramento do balcão da Araucária "é uma proposta de alguém que não conhece o terreno" e que está "a passar por uma perturbação mental". É "de alguém louco", diz. O autarca refere que a concentração de todos os serviços na estação de correios da avenida Carvalho de Araújo provocará "o caos". "Já é muito complicado ir lá e e ter um serviço de qualidade", reforça o autarca.  

Por seu turno, Pedro Silva, administrador dos CTT, garante que a qualidade do serviço não será afetada e que os trabalhadores serão úteis nas lojas de maior afluência. Em declarações à SIC, o administrador garantiu que a decisão de encerramento teve que ver apenas com "critérios relacionados com a procura dos clientes". "O tema não é de custos”, ressalvou o gestor na mesma entrevista. “Nem sequer as contas são feitas nessa dimensão”, referindo que o objetivo é a qualidade do serviço prestado. 

A transferência dos 50 funcionários afetados está garantida. Vítor Narciso, do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, referiu, em entrevista à SIC, que é a única coisa que "pode legalmente" acontecer mas o sindicalista acredita que estará em marcha a possibilidade de mais encerramentos de lojas para que a empresa se concentre na área da banca. 

Denominada pela empresa como "otimização da cobertura da rede", o plano de reestruturação da empresa, enviado pela empresa à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) no passado dia 19 de dezembro, previa a "conversão de lojas em postos de correio ou fecho de lojas com pouca procura por parte dos clientes. Ao todo, os CTT têm 613 lojas próprias numa rede que tem mais de quatro mil pontos de contacto. 

Pág. 28/28