Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Somos mundo!

Informadouro

Somos mundo!

XXXVII Torneio Internacional de Futebol Infantil leva a Lisboa 250 atletas

Divulgação

O Parque de Jogos 1º de maio – Inatel, em Lisboa, prepara-se para receber o torneio XXXVII Torneio Internacional de Futebol Infantil do Clube Atlético e Cultural – CAC.

Neste momento, quando são 17 horas do dia 28 de março, está a começar a Cerimónia de Abertura com a realização do Jogo das Estrelas, entre funcionários do Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores do Município de Odivelas e ex-jogadores de futebol. Pelas 18h00 decorrerá o desfile de apresentação das equipas.

Amanhã, quinta-feira, 29 de março, às 20h00, terá lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Odivelas a Receção Oficial às Comitivas.

A Entrega de Prémios e a Cerimónia de Encerramento irá realizar-se no dia 01 de abril, a partir das 17h50, no Complexo Desportivo.

Nos próximos dias 29, 30, 31 de março e 01 de abril vão estar dentro das quatro linhas dez equipas, seis portuguesas e quatro estrangeiras, num total de 250 atletas. O Grupo A é constituído pelo Clube Atlético e Cultural, Sporting Clube de Portugal, CD Nacional, Club Deportivo Leganés e Besiktas J.K.; e o grupo B é composto pelo Futebol Clube do Porto, Sport Lisboa e Benfica, CS Marítimo, Levante UD e S. K. Zenit.

A edição deste ano tem como patrono o Presidente do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol, Joaquim Evangelista.

 

Vouzela será anfitriã da Zela Ultra Marathon

Divulgação

A competição Zela Ultra Marathon vai decorrer no concelho de Vouzela, no dia 8 de abril. Um evento desportivo inserido nos circuitos nacionais da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal na modalidade Skyrunning.

Quatro percursos de corrida de montanha compõem a competição: Zela Ultra Skymarathon, com 57km de distância; Zela Skymarathon com 40km; Zela Skyrace com 20km e Mini Zela, o mais curto, com 10km de distância.

Para quem não pretende competir, há também a possibilidade de fazer uma caminhada – a Zela Walk - que conjuga a atividade física à solidariedade. Nesta atividade, os participantes são convidados a plantar árvores autóctones, contribuindo assim para a reflorestação do concelho que foi fortemente afetado pelos incêndios de outubro.

Este é, segundo o presidente da Câmara de Vouzela, Rui Ladeira, um dos objetivos centrais do evento “que cumpre a dupla função de, por um lado, ajudar na reflorestação da área ardida e por outro de mostrar que nos estamos a reerguer e que, apesar da devastação, há ainda muito para fazer e ver no nosso território”, sublinha o autarca.

Todas as provas são circulares com o mesmo ponto de partida e chegada junto à ponte de Vouzela.

Os percursos foram desenhados pelo atleta de distâncias ultra Filipe Garcia, da C.B. Viseu Running Team, equipa que integra a organização do evento com o Município de Vouzela e a empresa Spotcriativo Eventos.

Zela Ultra Marathon terá acompanhamento médico, serviço de massagens na zona de meta, alimentação e bebida na chegada, bem como os tradicionais prémios finisher e ainda um serviço de “babysitting” das 8h às 13h para crianças dos 3 aos 12 anos.

Os interessados poderão inscrever-se até ao dia 2 de abril. Para os atletas das coletividades do concelho há um desconto de 30%.

Sátão: Férias da Páscoa partilhadas por miúdos e graúdos

Município de Sátão

Miúdos e Graúdos juntaram-se ontem, 27 de março, na Biblioteca Municipal de Sátão, para um atelier da Páscoa. Este encontro intergeracional entre os utentes do Centro de Dia de Sátão e as crianças do ATL da Casa do Povo de Sátão “foi muito dinâmica e divertida”, havendo lugar à para a construção de uma pequena moldura que “ficará como recordação”.

Foram servidos bolinhos e chá que fizeram as delícias dos participantes.

Estas atividades vão continuar a decorrer durante as férias da Páscoa das crianças e jovens.

“Há Livros no Mercado” de Portimão de 23 a 28 de abril

Divulgação

A Biblioteca Municipal de Portimão associa-se ao Clube de Leitura Manuel Teixeira Gomes para a 6ª edição da Feira do Livro Usado que transformará o Mercado Municipal da Av. S. João de Deus numa grande banca livreira.

“Há Livros no Mercado” irá decorrer de 23 a 28 de abril, mas numa primeira fase, quem tiver livros que já não use poderá dar-lhes uma nova vida, entregando-os até ao próximo dia 31 de março no “Livrão”, disponível no Mercado, Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes (BMMTG), no Polo de Leitura de Alvor e no Polo de Leitura da Mexilhoeira Grande.

Esta campanha é promovida pelo Clube de Leitura Manuel Teixeira Gomes e visa enriquecer e atualizar o fundo documental da Biblioteca Municipal que assim dará ênfase às boas práticas de responsabilidade social e ambiental, com o objetivo último de tornar a reutilização de livros numa prática universal em Portimão, combatendo, ao mesmo tempo o desperdício e incutindo nos jovens, pais, encarregados de educação e comunidade o verdadeiro sentido de responsabilidade social.

Todas as obras recolhidas que já façam parte do atual espólio da Biblioteca Municipal integrarão a feira de Livro usado “Há livros no Mercado”, na qual todos os interessados em renovar as suas estantes terão ao dispor edições a preços acessíveis, terão um custo simbólico (a partir de 0,50€) e toda a verba angariada será revertida em documentos novos para a biblioteca.

Está ainda previsto um programa de animação que abrangerá as escolas do Pré-escolar e EB1 do município de Portimão e o público em geral.

De referir que no ano transato, foram recolhidos cerca 2775 livros e vendidos 2000 livros na Feira do Livro Usado. No Fundo Documental da Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes foram integrados cerca de 38 novos exemplares de temas variados.

Castro Marim: Aumentam os benificiários do Cartão do Idoso

Divulgação

Há já três anos que a Câmara Municipal de Castro Marim atribui aos reformados do concelho sem meios de subsistência o Cartão do Idoso. Em 2017 foram atribuídos 57 novos cartões e 228 renovações da aplicação.

Os beneficiários do cartão do idoso usufruem então da comparticipação em 50% na aquisição de medicamentos nas farmácias do concelho, de uma redução de 50% no pagamento de taxas e demais tributos devidos pelos serviços prestados pela autarquia, da comparticipação em 50% ou, conforme os casos, até à totalidade das despesas relativas a consultas e tratamentos dentários, oftalmológicos e auditivos e, ainda, da redução de 50% relativa à taxa do fornecimento de água, quando o consumo do agregado familiar não ultrapassar os 10 m3.

As situações são avaliadas caso a caso pelo Gabinete de Ação Social do Município, devendo os beneficiários ser pensionistas, reformados ou carenciados, sem meios de subsistência, terem idade igual ou superior a 60 anos, residirem e serem eleitores no concelho de Castro Marim há, pelo menos, três anos, e terem um rendimento mensal global que não exceda o salário mínimo em vigor.

Para beneficiar da extensão da aplicação, uma medida de abrangência de munícipes com menos de 60 anos, devem reunir cumulativamente as seguintes condições: Serem considerados nos termos do Regulamento de Ação Social, indivíduos ou agregados familiares desfavorecidos; residirem e serem eleitores há pelo menos 3 anos, excetuando os candidatos que, sem prejuízo do facto de se terem ausentado, comprovem que são naturais do concelho e que nele residem atualmente.

O cartão do idoso insere-se num conjunto de políticas sociais que a Câmara Municipal de Castro Marim promove com vista a melhorar a qualidade de vida e o bem-estar das famílias desfavorecidas do concelho, tais como a recuperação e qualificação de casas de habitação a idosos, o transporte para consultas ao médico, a rede de transportes coletivos “Castro Marim Mais Perto”, o serviço de ajuda domiciliária “Castro Marim Consigo, os subsídios de incentivo à natalidade e a atribuição de bolsas de estudo.

X Mostra de Teatro do Douro em cena a partir de abril

Divulgação

Seis concelhos durienses para sete espetáculos. Um mês onde o teatro andará em digressão à “boleia” da Associação Vale d’Ouro. Alijó, Sabrosa, Mesão Frio, Régua, Pinhão e Santa Marta de Penaguião montam palco e emprestam cenário para dramas e comédias da X Mostra de Teatro do Douro, de 7 de abril a 5 de maio.

Divulgação

“Procuramos escolher grupos com trabalhos diferentes” explica Luís Almeida, presidente da Associação Vale d’Ouro, adiantando que “esta é uma edição muito rica. A comédia é novamente o género dominante, mas temos também um musical e o registo biográfico de uma das maiores personalidades da região com a peça que evoca a Ferreirinha”. De regresso estão textos criados por autores transmontanos sem esquecer grandes nomes como Tchekov ou Nicolau Maquiável “cujos trabalhos estes grupos tão bem adaptaram aos nossos tempos”.

Divulgação

O cartaz já está desenhado. “Bailado Russo” do Teatro Experimental Flaviense sobe o pano em Alijó a 7 de abril, seguindo-se Sabrosa com “O Chá de S. Cornélio” do Grupo de Teatro do Centro Cultural Lordelense a 14 de abril. Régua recebe “Carai, Valha-me Deus” do Teatro Fórum Boticas a 21 de abril e o Grupo de Teatro Aldeia Verde de Lazarim apresentará em Mesão Frio a comédia “Enquanto ela não aparece” a 28 de abril. A Ofitefa levará ao Pinhão o musical “As Nossas Tradições” na tarde de 29 de abril.

A Mostra de Teatro encerrará com dois espetáculos no fim-de-semana de 4 e 5 de maio. No Pinhão a “Ferreirinha – A mulher do Douro” sobe a palco pelo Grupo de Teatro da Universidade Sénior do Rotary do Peso da Régua, em Santa Marta de Penaguião, vila escolhida para mais uma vez encerrar o certame, o Núcleo de Teatro da Associação Cultual de Vermoim irá apresentar “Uma cabeça com dois cabritos”.

A X Mostra de Teatro vai percorrer a região do vale do Douro até 05 de maio com entradas gratuitas na generalidade dos espetáculos.

Santa Marta de Penaguião: Autarquia atribuiu bolsas de estudos no valor de 500 euros

Município de Santa Marta de Penaguião

O Município de Santa Marta de Penaguião entregou ontem, 27 de março, as bolsas de estudo aos alunos do concelho que frequentam o ensino superior. Este ano foram 65 os alunos contemplados com esta medida que “é uma forma de minorar as desigualdades económicas e sociais, que muitas vezes se tornam reais impeditivos na prossecução dos estudos”, esclarece a autarquia.

As bolsas têm um valor individual de 500 € (quinhentos euros). Sete fazem parte das bolsas a atribuir aos bombeiros voluntários. O investimento total da autarquia foi de 32 500€ (trinta e dois mil e quinhentos euros).