Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Somos mundo!

Informadouro

Somos mundo!

Câmara de Mondim de Basto limpa faixas de combustível na rede viária municipal

Município de Mondim de Basto

A Câmara Municipal está a proceder à execução de faixas de gestão de combustível da rede secundária – rede viária municipal, numa largura de 10 metros nos terrenos confiantes, dando assim cumprimento à Lei n.º 76/2017 de 17 de agosto e ao previsto no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios.

Estes trabalhos representam um investimento de 60 mil euros e estão a ser executados com recurso à contratação de empresas da região, à adjudicação junto dos conselhos diretivos de baldios e por meio de transferência de verbas para as Juntas de Freguesia.

A autarquia prevê que os trabalhos de criação de faixas de gestão de combustível totalizem 38,5 hectares de terreno, abrangendo troços devidamente identificados das freguesias de Atei, Bilhó, Vilar de Ferreiros, da União de Freguesias de Campanhó e Paradança e da União de Freguesias de Ermelo e Pardelhas.

Um investimento que a autarquia considera “importante e fundamental para a segurança bem-estar da população do concelho, em locais com risco, mantendo as estradas em condições de circulação e segurança, em caso de incêndio florestal”, informa em comunicado.

Época Balnear na Praia do Cabedelo arranca amanhã

Município de Viana do Castelo

A época balnear em Viana do Castelo vai ser alargada, sendo que na Praia do Cabedelo, o período oficial é de seis meses, arrancando já a 01 de maio. Esta extensão resulta de uma candidatura efetuada à Agência Portuguesa do Ambiente, e fica a dever-se à esperada afluência de pessoas e atletas para treinos e para os campeonatos do mundo de windsurf e kitesurf em junho.

De 1 de maio até 15 de outubro, estão garantidas todas as infraestruturas e serviços de apoio, das 9h30 às 19h30, nomeadamente presença de nadadores salvadores, posto de praia, torre de vigia, barco de resgaste, mota da água, viatura do projeto “sea watch”, primeiros socorros, sinalética bilingue e análises da qualidade da água balnear.

Município de Viana do Castelo

A Praia do Cabedelo, galardoada com Bandeira Azul nos últimos 30 anos, a cerca de um quilómetro da cidade, com uma zona de areal muito larga e extensa, destaca-se pela prática das modalidades de kitesurf, surf, bodyboard, SUP (Stand Up Paddle) e windsurf, pela frequência muito significativa de pessoas que usufruem da ciclovia, percursos pedestres e do mar, durante todo o ano.

No dia 1 de junho, abre época balnear na Praia da Arda, também muito procurada para desportos náuticos, e na Praia de Carreço, eleita por grupos de atividades de tempos livres e por escolas. Nas outras praias do concelho, a época balnear abre no período habitual, dia 15 de junho, prolongando-se até 15 de setembro.

Marinha Grande: Danos causados pelos incêndios estão a ser reparados

Município da Marinha Grande

Está em curso a empreitada de reparação dos danos causados pelo incêndio de 15 de outubro na Estrada Vieira de Leiria / Praia da Vieira, que representa um investimento de cerca de 100 mil euros.

Esta intervenção levada a cabo pela Câmara Municipal da Marinha Grande, pretende repor as condições de segurança de pessoas e bens naquela via, uma vez que parte desta infraestrutura requalificada no início do ano 2017 sofreu danos consideráveis devido ao incêndio.

Será reparada a sinalização vertical danificada, bem como os balizadores flexíveis danificados localizados na ciclovia. No âmbito da intervenção será reposto o mobiliário urbano ardido e árvores na zona de descanso.

Pretende-se ainda proceder à reparação das paliçadas e vedações danificadas, de modo a impedir a queda constante das areias no passeio e ciclovia, impedindo a passagem dos peões e ciclistas.

Os trabalhos foram adjudicados pelo valor de 93.712,00€, a que acresce IVA à taxa legal.

Portimão: Lota Cool Market “Under Water Love” já mexe

Divulgação

"Under Water Love" é o tema da 5ª edição do Lota Cool Market, remetendo para o ambiente aquático, o mundo dos oceanos, as cores do fundo do mar, as paixões de verão, uma combinação de amor e água. Este ano o evento terá cinco dias – 18 a 22 de julho.

As inscrições para o certame já se encontram abertas. As marcas e projetos que queiram submeter a sua participação à apreciação da organização deverão fazê-lo até 16 de junho através do endereço de correio eletrónico lotacoolmarket@gmail.com. Os participantes deverão efetuar a sua inscrição definitiva até 16 de junho através da plataforma Google Forms onde concordarão automaticamente com as Normas de Regulamento do evento.

Este Mercado de Novo Artesanato, Design & Produtos Gourmet de produção nacional trará à Zona Ribeirinha de Portimão (Zona circundante da Antiga Lota) projetos de criativos nacionais e inovadores, revelando novas tendências e produtos originais, oriundos de diferentes partes do país. Sendo este um mercado exclusivamente para criativos, a organização apela a todos os interessados um cuidado especial na forma como serão apresentados os produtos, já que a criatividade acrescenta muito ao ambiente do mercado.

Esta iniciativa tem como objetivo reunir uma seleção desses produtos, muitas vezes vendidos online ou noutros mercados do país, repetindo desta forma mais um mercado de referência no sul, que divulga e traz para a rua e para junto do público projetos criativos do nosso país. Os expositores deverão vender apenas produtos portugueses e criações próprias, não sendo aceites representações de marcas que não sejam criadas pelos mesmos e enquadrar-se numa das seguintes categorias: artesanato, design, entretenimento, doçaria e pastelaria, comida e bebida.

O Lota Cool Market é organizado pela Teia D`Impulsos - Associação Social, Cultural e Desportiva (TDI), em parceria com a Diana Condesso, designer de interiores, mentora desta iniciativa e conta mais uma vez com o apoio institucional da Câmara Municipal de Portimão e da Junta de Freguesia de Portimão, e depois do grande sucesso das edições anteriores, pretende mostrar mais uma vez o conceito de Mercado Pop-Up ao ar livre que reúne propostas únicas e originais de artesãos urbanos, novos designers e artistas das mais diversas áreas.

Joana Ribeiro vence Prémio Jovem Cientista 2017- Fluviário de Mora

Município de Mora

O Prémio Fluviário – Jovem Cientista relativo a 2017 foi entregue a Joana Teixeira Ribeiro, da Universidade de Aveiro com o trabalho “Ribeiro, J.; G.R. Colli, R. Batista, & A. Soares (2017). Landscape and local correlates with anuran taxonomic, functional and phylogenetic diversity in rice crops Landscape Ecology, 32: 1599–1612.

Para esta oitava edição o Fluviário de Mora recebeu 17 candidaturas, sendo validados, dentro do âmbito do prémio, 17 artigos que contribuirão para a divulgação e valorização do importante papel dos jovens investigadores no conhecimento das áreas da Conservação e Biodiversidade de recursos aquáticos continentais (Rios e Estuários).

Proença-a-Nova recria a chegada de Pedro da Fonseca

Município de Proença-a-Nova

O Largo Pedro da Fonseca, em frente à Igreja Matriz, em Proença-a-Nova, será o local da recriação histórica da Lenda do Santo Lenho e do Mercadinho Quinhentista que se realizará a 3 e 5 de maio.

Pedro da Fonseca é uma das figuras históricas de destaque do concelho e esta recriação histórica celebra a sua chegada com o Santo Lenho, o pedaço da cruz de Cristo crucificado recebido por Pedro da Fonseca pelos seus préstimos enquanto conselheiro do Papa Gregório XIII em Roma.

Pedro da Fonseca ofereceu o Santo Lenho à Misericórdia de Proença-a-Nova que anualmente expõe o artefacto na Capela da Misericórdia, no dia de Santa Cruz, a 3 de maio. Neste dia, que foi durante anos feriado municipal, mantém-se a feira anual e a devoção que faz parte da história e da cultura do concelho.

Esta iniciativa realiza-se na manhã de 3 de maio, quinta-feira, e na tarde de 5 de maio, sábado e arranca com uma arruada de Bombos e Gaitas de Foles e com uma palestra com o professor António Manuel Silva que fará a contextualização histórica e relembrará os factos mais importantes da vida e obra de Pedro da Fonseca. No largo decorrerá a recriação histórica, seguida da peça de teatro Commedia Dell’Arte e a animação que inclui danças e coreografias a cargo do grupo de teatro Vaátão e da Universidade Sénior de Proença-a-Nova.

No dia 5 de maio, além da palestra, animação de rua e da recriação histórica haverá ainda um mercadinho quinhentista com artesãos locais, bem como uma peça de teatro infantil “O Pirata Zécarias: aventuras e tropelias”, um espetáculo com fogo, música coral e tabernas à época.

Pedro da Fonseca, filósofo jesuíta que ficou conhecido por Aristóteles Português, é natural do concelho e regressou a Proença-a-Nova com esta dádiva tornando-a num símbolo de culto e fé, ao qual a população pedia proteção em situações de intempéries, secas, pragas e outras doenças.

A história do Santo Lenho também se cruza com outro marco da história de Proença-a-Nova: a passagem das tropas comandadas pelo general Junot, durante as invasões francesas. Diz a lenda que o Santo Lenho caiu em poder dos franceses, mas que por milagre se transformou em lata e eles a abandonaram.

Esta iniciativa está inserida no projeto “Beira Baixa Cultural” - cofinanciado no âmbito do Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional da União Europeia, promovido pela Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB).

Rede Hidrográfica da Praia da Vitória vai sofrer melhoramentos

Município da Praia da Vitória

A Câmara Municipal da Praia da Vitória está a realizar um trabalho de prevenção ao nível da rede hidrográfica do Concelho, nomeadamente no que concerne à limpeza de ribeiras e à criação de pontes aéreas que reforcem a segurança e contribuam para a melhoria da qualidade de vida dos munícipes. O conjunto de intervenções, avaliado em cerca de meio milhão de euros, é co-financiado por fundos comunitários em 85%, sendo 15% do valor final, 75 mil euros, atribuído pela Autarquia.

São alvo de intervenção as ribeiras situadas nas freguesias da Agualva, Fontinhas, Cabo da Praia, zona da Casa da Ribeira, Belo Jardim e Vila das Lajes. Estas resultam da necessidade de serem criadas melhores condições de acesso a estes locais e também da importância de serem evitadas cheias.

Município da Praia da Vitória

“Iniciamos todo um trabalho de prevenção para evitar cheias e outras consequências associadas a fenómenos meteorológicos adversos”, explicou Carlos Armando Costa, vice-presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória e responsável pela área da Proteção Civil, adiantando que para além da desobstrução de ribeiras, foram criadas pontes aéreas no sentido impedir que as pessoas atravessassem o leito das próprias ribeiras, salvaguardando a segurança dos nossos municípes.

No âmbito das intervenções nas ribeiras, e referindo-me concretamente ao trabalho efetuado, a zona do Belo Jardim foi alvo de desobstrução e criação de acessos pedonais. No local da Casa da Beira, os muros que ladeavam a ribeira foram refeitos em betão de forma a garantir um passeio pedonal na via para garantir uma maior segurança aos peões. Também no local das Beiras foram criadas pontes de acesso a habitações situadas perto da ribeira que quando enchia impedia a acessibilidade às residências.

O autarca reforçou a importância da concretização de medidas que contribuam para a segurança e bem-estar da comunidade.

«Saca-Histórias» leva a leitura às casas de Odivelas

robyn-budlender-112521-unsplash.jpg

A partir do dia 2 de maio, as famílias de Odivelas já podem requisitar na Biblioteca Municipal D. Dinis o «Saca-Histórias», um saco temático com livros e materiais que vai proporcionar às famílias momentos de afeto e cumplicidade à volta do livro e da leitura.

Com o empréstimo deste conjunto de materiais, os pais têm a oportunidade de desempenhar um papel ativo e interventivo na exploração dos livros e na dinamização da história, encorajando na criança hábitos de leitura e de visitas regulares à biblioteca.

Os «Saca-Histórias» vão estar disponíveis na Biblioteca Municipal D. Dinis, em Odivelas, e nos polos de Caneças e Pontinha.

Castro Daire: Está a chegar o “Maio Pedestre 2018”

Divulgação

A aposta no Turismo de Natureza acontece há já nove anos consecutivos com a iniciativa “Maio Pedestre”. O Município de Castro Daire desenhou alguns percursos pedestres com o objetivo de dar a conhecer as várias potencialidades turísticas, culturais, ambientais, naturais e gastronómicas proporcionando a todos os participantes experiências ímpares e privilegiadas, envolvidos num plano de dinamização e de animação.

Ao longo de todo o mês de maio a proposta vai no sentido de se percorrerem velhos carreiros de moleiros, carteiros, ao mesmo tempo que se convive com as pessoas locais. Haverá também oportunidade para se descobrir encantadores recantos naturais, cascatas deslumbrantes, aldeias típicas, costumes e tradições que ainda resistem à evolução dos tempos, deixando-se invadir pelo encanto de contos e lendas imemoriais.

“Maios” é cabeça de cartaz na Festa do Dia do Trabalhador em Odeleite

Divulgação

Odeleite celebra o 1º de Maio com animação e encantos naturais da paisagem. O Dia do Trabalhador no concelho tem como atração maior dos últimos anos a exposição dos “Maios”, tradição de provável origem pagã, que celebra a Primavera e o rito da fertilidade de um novo ciclo da natureza.

Aos Maios juntam-se as flores, que decoram toda a aldeia. Pitoresca e reconhecida pela sua singularidade, a “Aldeia Florida” oferece um agradável passeio por entre as ruas, pátios, recantos e janelas coloridas pela chegada das flores.

À beleza da aldeia junta-se então a Festa do 1º de Maio, que assinala a luta pelos direitos dos trabalhadores. A ribeira de Odeleite proporciona, durante todo o dia, diversas atividades, como insufláveis, slide, canoagem e escalada. Às 9h30 poderá também participar num passeio pedestre, organizado pela empresa Alemvila Tours, com passagem pelos melhores “miradouros” de Odeleite (inscrições: geral@alemvilatours.com | 967 202 846 | 968 898 481).  

A já tradicional sardinhada, gratuita, começa às 12h00 e a tarde continua animada, com um baile com “Sérgio Conceição”, a atuação do Rancho Folclórico de santo Estevão e o espetáculo dos “Sons do Minho”, pelas 18h00. Em simultâneo decorre um Mercadinho, com venda de artesanato e doçaria local e regional.

Para quem for acampar, a festa começa mais cedo! Há baile hoje, 30 de abril, pelas 21h30, com “Silvino Campos”.

O “Dia do trabalhador” é organizado pela Associação Social da Freguesia de Odeleite com a parceria da Junta de Freguesia de Odeleite e do Município de Castro Marim.

Moontosinhos vai ao Porto revelar vestígios das antigas romarias ao Senhor de Matosinhos

Divulgação

O Moontosinhos está de volta. As visitas guiadas noturnas à história, às lendas e ao património de Matosinhos, conduzidas pelo historiador Joel Cleto, viajam esta noite, 30 de abril, até à cidade do Porto, em busca dos sinais das antigas romarias ao Senhor de Matosinhos, cujos festejos estão quase a começar.

O culto do Bom Jesus de Matosinhos (ou de Bouças, como também chegou a ser conhecido) tem séculos de existência e está espalhado por várias partes do mundo. Não espanta, assim, que a festa do Senhor de Matosinhos tenha atraído inúmeras gerações de romeiros, que anualmente se deslocavam à foz do Leça para prestar culto à imagem e pagar ou fazer promessas.

A popularidade da romaria em diversas localidades fora de Matosinhos, particularmente na vizinha cidade do Porto, marcou profundamente a história de ambas localidades, deixando no território diversas marcas, algumas das quais ainda hoje são visíveis.

O primeiro Moontosinhos de 2018 viajará, por isso, até à margem direita do Douro, iniciando pelas 21h30, em Massarelos, um périplo pelos vestígios tripeiros daquela que ainda no século passado era considerada a mais importante festa popular do Norte do país. Joel Cleto e as centenas de participantes que habitualmente o acompanham vão percorrer os caminhos dos antigos romeiros, revelando um conjunto de locais que, sendo pouco conhecidos, mantêm ainda as marcas das deslocações que o culto motivava. Entre os locais a visitar nesta peregrinação pela história estará uma capela portuense dedicada ao Bom Jesus de Bouças.

Divulgação

Organizado desde 2013 pela Câmara Municipal de Matosinhos, o Moontosinhos é este ano complementado pelas “Conversas sob as estrelas”, que também na próxima semana, dia 2 de maio, pelas 21h30, terão a sua primeira sessão. Agendada para o Largo da Viscondessa, em Santa Cruz do Bispo, a conversa juntará Joel Cleto e o historiador e investigador José Ferrão Afonso dará o conhecer a antiga Quinta dos Bispos, o espaço de lazer do episcopado portuense que existiu na área atualmente ocupada pelo complexo penitenciário de Santa Cruz do Bispo.

A inscrição, gratuita e obrigatória, para o Mootosinhos e para as “Conversas Sob as Estrelas” deve ser feita pelo e-mail gmah@cm-matosinhos.pt.

Bebe-se Douro no Estoril Open

Direitos Reservados

A Real Companhia Velha apoia, pelo terceiro ano consecutivo, o Millennium Estoril Open, a decorrer até 6 de maio, no Clube Ténis do Estoril. O brinde da vitória dos tenistas vai ser feito com vinhos do Douro e do Porto desta bicentenária empresa duriense.

‘Evel’, 'Quinta de Cidrô', ‘Quinta dos Acipestres’ e ‘Quinta do Síbio’ são os rótulos que desfilam no restaurante da tenda VIP, com a marca ‘Evel’, embora centenária, a mostrar toda a sua jovialidade e leveza (Evel é o acrónimo de Leve) ao almoço – como, aliás, se quer numa modalidade tão exigente. Em contrapartida, a harmonização do último almoço – no dia 06 de maio – terá os holofotes apontados para a dupla emblemática de monocastas da Real Companhia Velha: ‘Quinta de Cidrô Sauvignon Blanc branco’ e o ‘Quinta de Cidrô Touriga Nacional tinto’. O desfecho do Millennium Estoril Open 2018 será protagonizado pelo ‘Quinta das Carvalhas Porto Tawny 10 Anos’. Por sua vez, os vinhos ‘Quinta dos Acipestres’ branco e tinto farão furor ao jantar. O ‘Quinta das Carvalhas Porto Tawny 10 anos’ ficará reservado para o fim.

Direitos Reservados

No Real Companhia Velha Wine Bar, no Slice Lounge do Estoril Open, a “carta de vinhos” compõe-se do branco e tinto da ‘Quinta dos Acipestres’, as duas referências atrás referidas da ‘Quinta de Cidrô’, o ‘Quinta do Síbio Arinto branco’, o ‘Quinta das Carvalhas Porto Tawny 10 Anos’ e o ‘Royal Oporto Extra Dry’.

O Estoril Open começou em 1990 e, até 2014, teve lugar no Jamor. A partir de 2015, o maior evento de ténis do país e a única etapa portuguesa do ATP World Tour mudou para o Clube Ténis Estoril, onde este ano acontece a quarta edição.