Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Informadouro

Somos mundo!

Informadouro

Somos mundo!

Associação de Estudantes de Engenharia Florestal da UTAD vai colocar a “Floresta de cabeça para baixo”

Divulgação

Inserido no programa “O Inverno está a Chegar” a Associação de Estudantes de Engenharia Florestal da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (AEEFUTAD) vai realizar mais uma atividade cuja simbologia será a imagem de uma "Floresta de cabeça para baixo" em analogia “com as atitudes e políticas públicas que têm contribuído para o declínio continuado dos territórios florestais” explica Luís Lopes, diretor de curso de Engenharia Florestal da UTAD.

O evento está agendado para o dia mais pequeno do ano, 21 de dezembro, e começa com as atividades logo pela manhã. Às 9h30 o Laboratório em Engenharia Florestal e Atelier de Arquitetura Paisagista abre portas a todos os alunos e docentes da UTAD para a conceção da “Floresta de cabeça para baixo”.

“É necessário conceber as florestas na lógica e no tempo. É nosso intento contribuir para a inversão desta aparente "crise" social em torno das florestas” considera o docente. Esta iniciativa será uma antevisão necessária “de um exercício de "autossuperação" das florestas de cabeça para baixo, a acontecer a 21 de março”, adianta.

Floresta com vida é a proposta para o almoço que tem na ementa: Cabra da Serra do Alvão no pote; Fralda de Maronesa grelhada na brasa e febras de Porco Bísaro. Será um momento para degustar produtos endógenos e para refletir sobre “o que comemos e a sustentabilidade dos territórios rurais: os produtos locais da Montanha”.

A “Floresta de cabeça para baixo” tem inauguração marcada para as 14h30. “Estas atitudes, e sobretudo as políticas públicas no âmbito das florestas nacionais carecem de uma maior aproximação à realidade” salienta Luís Lopes como tal, irá ser feita uma recolha de contributos para a carta aberta dos alunos de Engenharia Florestal ao Presidente da República que terá como mote: “Vamos Inverter a Floresta de Cabeça para Baixo”.