Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Informadouro

Somos mundo!

Informadouro

Somos mundo!

Direitos Reservados

 

Nuno Vaz, atual executivo da Câmara de Chaves, apresenta anteprojeto da obra de requalificação do Largo do Terreiro de Cavalaria, no dia em que assinala o centésimo dia de governação.

O anteprojeto que tem em vista a requalificação do Jardim do Bacalhau, como é mais conhecido, foi apresentado publicamente na Biblioteca Municipal de Chaves, no dia 31 de janeiro.

O autarca convidou as pessoas a prestar a sua opinião de forma a contribuir para as decisões autárquicas que deseja ver apoiadas pela opinião pública. Com estes “espaços de cidadania, a democracia sairá reforçada”, entende Nuno Vaz.

Assim, durante 15 dias úteis, a partir da data de apresentação, quem desejar manifestar a sua opinião poderá fazê-lo através de um inquérito disponível no site do município (www.chaves.pt).

O executivo pretende tornar o território num espaço de jardim, que associe o romantismo do passado à modernidade do futuro.

O local, que é uma zona emblemática para a população flaviense, quer pelo seu simbolismo histórico, quer pela sua localização, conta com uma área de intervenção de 7675.00m2. Esta abrange o jardim, bem como os arruamentos envolventes.

O primeiro projeto deste novo modelo de governação, que o atual executivo quer implementar, passa por submeter a avaliação da população os projetos do município, através da apresentação pública prévia dos mesmos.

Este recinto, antes da tomada de posse do atual presidente da Câmara, contava com a construção de um centro de Convívio que acabou de ser suspendido em prol desta nova ideia.

Localizada na Área de Reabilitação Urbana do Centro Histórico de Chaves, esta obra faz parte do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Chaves. No âmbito do Programa Operacional Regional Norte 2014-2020 (NORTE 2020), instrumento financeiro de apoio ao desenvolvimento regional do norte de Portugal, este projeto beneficia de um investimento cofinanciado a 85% por fundos comunitários.