Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Informadouro

Somos mundo!

Informadouro

Somos mundo!

Reflorestar Portugal de Lés-a-Lés arrancou hoje em Góis

Divulgação

A Federação de Motociclismo de Portugal (FMP) deu início hoje, 9 de fevereiro, à segunda fase da campanha de sensibilização “Reflorestar Portugal de Lés-a-Lés” com a doação de 400 castanheiros à Câmara Municipal de Góis.

Divulgação

A entrega dos jovens castanheiros foi acompanhada por folhetos que explicam as vantagens de plantar uma árvore autóctone em detrimento de uma espécie não natural da região, como a maior resistência a incêndios, promoção de solos mais férteis, de nascentes com mais água e melhor qualidade de paisagens e de vida a quem a rodeia.

Recorde-se que esta ação marca o arranque da doação de outras tantas plantas a cada um de sete outros concelhos flagelados por incêndios florestais nos últimos anos, de Trás-os-Montes ao Algarve, e atravessados pela última edição do Portugal de Lés-a-Lés Off-Road, em setembro de 2017.

Durante este passeio de vários dias, a FMP ofereceu simbolicamente – e ajudou à sua plantação – duas jovens árvores a Boticas, Vila Pouca de Aguiar, Belmonte, Covilhã, Góis, Pedrógão Grande, Mação e Silves, ficando a promessa de regressar com mais 400 árvores autóctones de cada região, em finais de Outono, num total de 3200 plantas. Como o final de 2017 foi anormalmente seco, esta segunda fase arrancou agora, em fevereiro, reunidas que estão as melhores condições de clima e solos.

As espécies escolhidas, com o apoio do biólogo Nuno Gomes Oliveira e parceria com o ICNF, vão desde os carvalhos-negrais, sobreiros e azinheiras, aos medronheiros e pinheiros-mansos, passando pelos choupos-brancos, cerejeiras-bravas, bordos e carvalhos-robles.