Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Éramos Douro... agora somos mundo!

22
Fev18

Quercus propõem #40 dias sem plástico


helena margarida

Direitos Reservados

Estudos recentes mostram que 259 milhões de copos de café, 10 biliões de beatas de cigarros, 40 milhões de embalagens de take-away, 1 bilião de palhinhas de plástico e 721 milhões de garrafas descartáveis são consumidos anualmente em Portugal. Perante este cenário de aumento do consumo de produtos descartáveis a Quercus vai divulgar em Portugal durante os quarenta dias da Quaresma um desafio ambiental europeu e diário que convida a população a desistir dos produtos descartáveis sensibilizando para modos de vida mais amigos do Ambiente

Segundo a coordenadora de resíduos da Quercus, Carmen Lima “Portugal está em linha com os países que mais consomem este tipo de produtos, mas alguns deles, como a França e o Reino Unido, já com legislação pronta para eliminar o uso deste tipo de produtos e reduzir também o consumo de plásticos. A Quercus espera que Portugal passe rapidamente a fazer parte deste grupo de países”…

Direitos Reservados

A Associação ambientalista chama ainda a atenção para os microplásticos (pequenas partículas de plástico), um ingrediente comum em muitos cosméticos e produtos de higiene pessoal que são levados para uma rede de esgotos e que por serem demasiado pequenos para serem completamente filtradas nos sistemas de tratamento acabam no ambiente aquático.

“O grande problema destas partículas é que elas não ameaçam apenas a biodiversidade marítima, mas, como entram na cadeia alimentar dos animais, entram na cadeia alimentar dos humanos, podendo colocar a nossa saúde em risco”. As micropartículas de plástico encontram-se no sal, algas, peixes e aves.

Cerca de 72% de lixo marinho da costa portuguesa são objetos entre 50 µm e 20 cm e microplásticos (<5 mm).

Aceite o desafio da Quercus e partilhe a sua experiência através de fotografias ou vídeos, usando a hashtag #40DiasSemPlástico. Poderá incluir o logotipo da campanha na sua imagem, se a colocar em https://plastikfasten.bund.net/?l=pt

 

22
Fev18

Machico volta a apoiar Madeira Island Ultra-Trail


helena margarida

Município de Machico

A Câmara Municipal de Machico e o Clube de Montanha do Funchal (CMoF) assinaram um protocolo de colaboração no âmbito do Madeira Island Ultra Trail 2018 (MIUT).

Neste sentido, a autarquia volta a apoiar financeiramente o evento com um montante de 10.000,00 (dez mil euros).

O "MIUT® - Madeira Island Ultra-Trail® 2018" decorrerá entre o dia 25 e 29 de abril de 2018 e é a maior e mais importante competição de trail running realizada na Região Autónoma da Madeira, cuja prova principal integra o Circuito Nacional de Ultra Trail e o UTWT - Ultra Trail World Tour.

21
Jan18

Assinado novo protocolo de causa animal no Município de Machico


Cláudia Paulo

Direitos Reservados

 

A Câmara Municipal de Machico mantém, desde 2015, uma parceria com a Associação Madeira Animal Welfare (AMAW), que surgiu de uma política de apoio e proteção dos animais que não têm casa.

A união entre a Associação AMAW e a autarquia tem como objetivo promover realização de programas de controlo da população de animais de companhia abandonados, pertencentes ao Município de Machico.

Neste sentido, o município tem vindo a promover campanhas de adoção, esterilização, vacinação anti-rábica, juntamente com a identificação dos animais através da inserção de microchip para proteger e garantir o bem-estar dos animais.

No âmbito dos protocolos celebrados com a Associação já foram esterilizados cerca de 500 animais, desde 2015. Para o ano de 2018 pretende-se reforçar esta medida, com a assinatura de um novo protocolo, que ocorreu esta semana.

Este novo documento prevê mais 240 esterilizações de cães e gatos abandonados no concelho de Machico, bem como novas campanhas vacinação anti-rábica e colocação de microchip. A adoção de animais abandonados, com os respetivos cuidados citados anteriormente, pode continuar a ser feita.

20
Jan18

"Fachos" conta com projeto documental cinematográfico


Cláudia Paulo

Direitos Reservados

 

A Câmara Municipal de Machico iniciou, em 2016, um trabalho de valorização da tradição cultural dos “Fachos” (tochas usadas para iluminação), evento tradicional único na Região Autónoma da Madeira.

Desta forma, foi elaborado um projeto para a realização de um documentário cinematográfico sobre a tradição dos “Fachos”, que foi submetido ao Programa de Desenvolvimento Rural para a Região Autónoma da Madeira 2014-2020 – PRODERAM 2020.

Este projeto documental tem como objetivo preservar os Fachos, desde uma perspectiva patrimonial, e de aproveitar o potencial turístico associado a esta tradição para aumentar o desenvolvimento económico do concelho de Machico.

A iniciativa provém da Câmara Municipal de Machico, que tem em vista a valorização do património cultural para o desenvolvimento económico do concelho, através da promoção e preservação de uma tradição única.

A tradição etno-religiosa dos "Fachos" conta com um investimento total que ronda os 40.000,00€.

A apresentação oficial deste documentário está prevista para o dia 4 de abril de 2018 e integra-se nas Comemorações do Dia Nacional dos Centros Históricos que se realizam, pela primeira vez, em Machico.

Com a celebração do Dia Nacional dos Centros Históricos será também promovida uma exposição sobre todos os trabalhos de preparação do documentário cinematográfico “Fachos”, na Sala de Exposições do Núcleo Museológico do Solar do Ribeirinho.

Neste âmbito, está a ser preparado o processo de classificação dos “Fachos” como património imaterial cultural de interesse municipal.

17
Jan18

"Conversas do Solar" apresentam 20 anos de arqueologia urbana em Machico


Cláudia Paulo

Direitos Reservados

 

Dia 18 de janeiro, pelas 17h30 horas, será apresentada a rubrica “Conversas do Solar” na Sala de Exposições Temporárias do Solar do Ribeirinho – Núcleo Museológico de Machico.

O tema apresentado incide sobre os trabalhos arqueológicos iniciados em 1998 pela Associação de Arqueologia e Defesa do Património da Madeira (ARCHAIS), em parceria com o Município de Machico.

As investigações dos 20 anos de arqueologia urbana em Machico fizeram surgir estudos de história local, de âmbito associativo e académico, permitindo conhecer a realidade da vida social e económica da primeira localidade da Madeira, povoada no século XV.

Os trabalhos arqueológicos levados a cabo no Centro Histórico de Machico foram realizados nos espaços do Solar do Ribeirinho, Antiga Alfândega de Machico, Junta de Freguesia de Machico e Casa da Travessa do Mercado.

A conferência será apresentada por Isabel Gouveia, Coordenadora do Solar do Ribeirinho – Núcleo Museológico de Machico.

O Núcleo Museológico de Machico é uma instituição cultural criada pela Câmara Municipal de Machico, após a recuperação do imóvel Solar do Ribeirinho (construído no século XVII). Neste espaço encontram-se histórias e personagens que constituiram a atual Cidade de Machico ao longo dos seus quase 600 anos de história, distribuídas pelos quatro núcleos temáticos em exposição.

Siga-nos no Facebook e no Twitter!

publicidade

Fale connosco

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Siga-nos no Facebook