Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Somos mundo!

O nosso dever? Informar!

22.01.18

Alijó recebe IV Encontro de Associações do Vale do Douro


helena margarida

Divulgação

O IV Encontro de Associações do Vale do Douro irá realiza-se a 24 de fevereiro no Auditório Municipal de Alijó, anunciou, este fim-de-semana, a Associação Vale d’Ouro.

O evento tem como propósito reunir instituições da região para debater alguns dos assuntos que mais as preocupam como por exemplo, o papel das associações nas comunidades, a interioridade e o trabalho em rede.

Em 2018 o tema escolhido pela organização é “As associações e a sociedade” por ser uma temática que está “na ordem do dia com os diversos casos que têm vindo a público, alguns menos bons, mas também pelo trabalho enormemente positivo que têm nas comunidades em que se inserem”, esclarece o presidente da Direção da Associação Vale d’Ouro, Luís Almeida.

O objetivo da edição deste ano é claro: “queremos mostrar as coisas boas que as associações fazem e, se possível, inspirar a fazer mais e melhor com os exemplos de todos os participantes”, acrescenta o dirigente associativo.

Esta iniciativa aconteceu pela primeira vez em 2015, em Santa Marta de Penaguião e, desde aí, realizaram-se mais duas edições. Em 2016, Tabuaço recebeu o Encontro e em 2017 foi a vez do Peso da Régua. A edição de 2018 será composta por dois painéis: um que reunirá algumas associações da região com trabalho relevante nas respetivas áreas de atuação e outro para o qual foram convidadas personalidades locais e nacionais que analisarão o contributo destas instituições na sociedade. O programa completo será conhecido em breve.

À semelhança de anos anteriores, a inscrição é gratuita, mas obrigatória. Pode ser feita no site oficial, via e-mail: geral@ascvd.pt ou pelo telemóvel 93 439 26 17

22.01.18

Cerveira-Tomiño recebe visita técnica para conhecer envolvente da futura ponte pedonal sobre o rio Minho


helena margarida

Município de Vila Nova de Cerveira

Os Municípios de Vila Nova de Cerveira e de Tomiño organizaram uma reunião de trabalho para que o Júri e a Comissão de Acompanhamento Internacional tivessem uma visão mais completa da integração paisagística das propostas a concurso para a travessia pedonal sobre o rio Minho.

Nesse sentido, os autarcas Fernando Nogueira e Sandra Gonzalez promoveram uma visita guiada ao Espaço Fortaleza, em Tomiño, e ao Parque de Lazer do Castelinho, em Vila Nova de Cerveira, terminando com uma deslocação pelo canal do rio Minho a bordo do NPR Rio Minho. Entre as entidades presentes estiveram a Capitania do Porto de Caminha, a Ordem dos Engenheiros (secção Norte), a Ordem dos Arquitetos (secção Norte), a Diretora Geral de Ordenamento do Território e Urbanismo da Galiza, a Deputación de Pontevedra, o Comandante Naval do Miño, o Coléxio Oficial de Enxeneiros de Camiños, Canais e Portos de Galicia, para além de técnicos afetos às duas autarquias.

Depois de um primeiro encontro, realizado a 21 de dezembro, no qual foram analisados os prós e contras das 26 propostas apresentadas, mediante o cumprimento de critérios de mobilidade, meio ambiente, património e navegabilidade, o Júri e a Comissão de Acompanhamento do Concurso Internacional admitiram 24 projetos que serão alvo de uma análise individual mais específica.

No dia 1 de fevereiro serão reveladas as três ideias que passam à segunda fase, mais duas de reserva. Segundo as etapas do processo, os autores dos três projetos finalistas serão convidados a participar na segunda fase de seleção para a elaboração do anteprojeto da ponte, cujo contrato será adjudicado ao vencedor desta fase. O processo avançará com as autorizações necessárias e pareceres dos organismos competentes para poder desenvolver a obra. Na terceira fase, e após obtidas as autorizações, a Deputação de Pontevedra encarregará o vencedor de elaborar o projeto definitivo de construção, com um orçamento máximo de 121.880,00 euros.

De sublinhar que a elaboração do projeto da travessia pedonal sobre o rio Minho enquadra-se numa das atividades do projeto VISIT_RIO_MINHO apresentado à primeira convocatória do Programa Operativo España-Portugal (POCTEP) 2014-2020 Interreg V-A, com um orçamento total aprovado de dois milhões de euros, e uma comparticipação da União Europeia na ordem dos 75%.

A candidatura resulta de um esforço conjunto da Deputação de Pontevedra com a CIM Alto Minho, os concelhos do Norte de Portugal, a Fundación CEER, o Centro Tecnológico do Mar e a Universidade de Vigo.

22.01.18

Avis leva Biblioteca Saramago às Freguesias


helena margarida

Divulgação

A Biblioteca Municipal “José Saramago” em Avis anda em “digressão” pelas freguesias do concelho levando as atividades que desenvolve junto dos utilizadores. Uma ideia que nasce para vencer as indisponibilidades de horário, distâncias geográficas e desconhecimento dos serviços prestados.

Até ao dia 31 de janeiro “A Biblioteca nas Freguesias” irá dinamizar a “Hora do Conto”, destinada a promover, junto das crianças do Pré-escolar e do 1.º Ciclo, o interesse pelo livro e pela leitura por meio de palavras contadas, rimadas, dançadas ou imaginadas através dos contos e a “Leitura sem idade”, um serviço educativo programado com diversas atividades lúdico-pedagógicas dirigidas aos mais pequenos e também a Séniores institucionalizados em diversas IPSS’s do Concelho.

No dia 17 de janeiro arrancou a em Alcórrego com a formação de “Iniciação à Informática”, destinada ao público em geral, e um “Atelier de Expressão Plástica” à volta de temáticas como o artesanato, onde todos terão a oportunidade de participar, uma atividade que levou dia 20 à freguesia de Maranhão. Em Figueira e Barros o encontro está marcado para amanhã, dia 23, em Ervedal será a 25 e em Valongo, a 30, sempre às 15h00, nas respetivas Juntas de Freguesia. Benavila e Valongo recebem as atividades na Casa do Povo, respetivamente, nos dias 29 e 31 de janeiro.

22.01.18

Lagos comemora 445º Aniversário de Elevação a Cidade


helena margarida

Divulgação

A Câmara Municipal de Lagos preparou um conjunto de iniciativas para o dia 27 de janeiro, data em que se assinala o 445º aniversário de elevação a Cidade.

Comemorar a Elevação de Lagos a Cidade “é motivo de orgulho” para todos os lacobrigenses, pois “foi graças ao conhecimento, saber, experiência e determinação de muitos” que Lagos se tornou num “centro privilegiado e ponto de encontro de gerações, culturas e civilizações, que fizeram da Cidade a mais cosmopolita dos séculos XV e XVI, no contexto nacional”, refere em comunicado a autarquia.

O Mercado Municipal da Avenida é o primeiro espaço a receber as atividades festivas com a apresentação do livro “As Mais Antigas Receitas de Batata-doce nos Livros de Culinária dos Séculos XVIII e XIX”, pelas 10h30, seguido de uma sessão de showcooking.

Pelas 16h00, terá lugar a inauguração da sede social do GAL - Grupo de Amigos de Lagos, exatamente na data em que comemora o seu 25º aniversário. Recorde-se que o Município de Lagos cedeu recentemente, a título gratuito e pelo prazo de dez anos, renovável por períodos de cinco anos, uma fração, situada no prédio da Rua Cândido dos Reis, destinada à instalação da sede social desta associação.

Mais tarde, pelas 18h00, os interessados poderão assistir ao Concerto “Clássicos em Talha Dourada”, na Igreja de Santo António, um dos ex-libris da cidade. A participação é gratuita, mas limitada ao nº de lugares sentados (refira-se que este equipamento, neste dia e no âmbito deste concerto, apenas estará aberto a visitas até às 13h00).

O programa termina com uma atividade para os mais pequenotes - “Noites com Arte”, por Joana Espinal, a decorrer na Biblioteca Municipal de Lagos.

A Elevação de Lagos a Cidade “representa um dos momentos mais significativos da história local”, considera a autarquia, “constituindo o reconhecimento da importância e do trajeto percorrido desde a atribuição do Foral, por D. Manuel I em 1504, até à sua elevação em 1573, por D. Sebastião”.

22.01.18

Altura prepara carros alegóricos para o Carnaval


helena margarida

Divulgação

A Rua da Alagoa, em Altura, concelho de Castro Marim, vai ver desfilar o Carnaval nos dias 10 e 11 de fevereiro. A folia deste ano não tem tema definido, mas garante surpreender os visitantes. De obrigatório apenas será a animação.

Os nove carros alegóricos e dez grupos de animação começam o cortejo carnavalesco às 15h00. A animar o carnaval do sotavento algarvio estarão os foliões representantes das Juntas de Freguesia de Altura, Castro Marim e Odeleite, Clube Recreativo Alturense, Associação Cegonha Branca, Grupo de Zumba, Grupo de Amigos de Altura, Grupo dos Amigos do Bairro Quente e o Intermarché.

No domingo, 12 de fevereiro, será a última oportunidade para ver passar o Carnaval que terminará com o tradicional Baile no Clube Recreativo Alturense, animado por Ricardo Rodrigues.

22.01.18

Bailinhos na Praia da Vitória animam Carnaval Sénior 2018


helena margarida

Divulgação

O concelho da Praia da Vitória acolhe, nos dias 27 e 28 de janeiro e a 03 e 04 de fevereiro, 15 bailinhos, no âmbito do Carnaval sénior 2018. Dez bailinhos vêm do Porto Martins (Centros de Convívio São João e Santa Margarida e da Casa do Povo); Casa da Ribeira; Cabo da Praia; Santa Luzia; Lajes; Fonte do Bastardo; Agualva; Biscoitos (Centro de Convívio da Casa do Povo); e São Brás. Do concelho de Angra do Heroísmo, chegarão à Praia da Vitória cinco bailinhos das freguesias de São Bento, São Sebastião, Ribeirinha, São Bartolomeu e Doze Ribeiras.

No último fim de semana de janeiro, as atuações terão lugar no Porto Martins, Fonte do Bastardo e Cabo da Praia, entre as 16h00 e as 23h00.

Para o sábado, 03 de fevereiro, e domingo, 04, estão agendadas apresentações na Casa da Ribeira, Auditório do Ramo Grande, Juncal, Santa Luzia, Fontinhas e São Brás, entre as 16h00 e as 22h00, no sábado, e das 16h00 às 23h00, no domingo.

Nestes dias, os Biscoitos (Sociedade Progresso Biscoitense e Sociedade de São Pedro), as Quatro Ribeiras, a Agualva, a Vila Nova e a Vila das Lajes (Sociedade Recreio Lajense) recebem os bailinhos das 16h00 às 23h00, no sábado, e entre as 16h00 e as 22h00, no domingo.

O Carnaval Sénior já arrancou no passado dia 20 de janeiro, com atuações no concelho de Angra do Heroísmo. Nos dias 27 e 28, os bailinhos apresentam-se na Recreio dos Artistas, Posto Santo, São Bento, Ribeirinha (Serra e Sociedade Filarmónica Recreio dos Lavradores), Feteira, Porto Judeu e São Sebastião, entre as 16h00 e as 23h00, no sábado, e das 16h00 às 22h00, no domingo (neste dia, as atuações na Vila do Porto Judeu e Vila de São Sebastião terminam às 23h00).

No que diz respeito aos temas dos bailinhos, o Centro de Convívio São João e Santa Margarida do Porto Martins apresenta “Escaldantes e Sedutoras”; da Casa da Ribeira chega “Tia Rosa e Seus Dois Namorados”; do Cabo da Praia será “O Plano dos 50 Mil”; da Casa do Povo do Porto Martins “Quem Muito Escolhe Pouco Acerta”; de Santa Luzia “Nunca é Tarde para Aprender”; da Vila das Lajes “Há Festa no Centro”; da Fonte do Bastardo “Velhas em Ação”; da Agualva “Uma Aldeia Medieval”; da Casa do Povo dos Biscoitos “O Inspetor Agostinho”; e de São Brás “Na Minha Casa Mando Eu”.

Sobem ainda ao palco os Centros de Convívio de São Bento, com “A Procissão Sai ou Não Sai”; de São Sebastião, com “Milagre do Alecrim”; da Ribeirinha, com “Arrota Maria Aurora”; de São Bartolomeu, com “Os Rebuçados de Mentol do Padre Joaquim”; e das Doze Ribeiras, com “O Livro dos Fiados”.