Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Somos mundo!

O nosso dever? Informar!

10.04.18

Encontradas as 49 pré-finalistas das 7 Maravilhas à Mesa®


helena margarida

Divulgação

Do Minho ao Algarve, passando pela Madeira e Açores, já foram divulgadas as 49 Mesas pré-finalistas que reuniram o consenso de um Painel de 77 Especialistas e do Conselho Científico, destacando-se com o melhor da gastronomia, vinhos, azeite e roteiros turísticos de cada região de Portugal, de entre as 182 candidaturas submetidas às 7 Maravilhas à Mesa®.

“A ideia desta edição era bastante ambiciosa, pois obrigava a fundir numa experiência de território, a gastronomia, os vinhos e azeites e roteiros turísticos. O que também dificultou a tarefa de eleger as pré-finalistas”, explica Luís Segadães, Presidente das 7 Maravilhas®.

Mas a verdade “é que se conseguiram reunir propostas muito inovadoras e que projetam o interesse pela descoberta do país”, o que constitui o objetivo principal desta iniciativa: a promoção dos grandes valores da identidade nacional.

A partir de 22 de julho – altura em que se iniciam as galas – está nas mãos dos portugueses votar e eleger as 7 Maravilhas à Mesa®. As pré-finalistas incluem patrimónios tão distintos que vão desde os ex-líbris de cada região, aos petiscos tradicionais, pratos típicos, vinhos, azeites mas também roteiros turísticos que incluem patrimónios históricos, culturais e naturais, festivais, eventos e experiências únicas, e provenientes de entidades públicas e privadas.

“Acreditamos que a diversidade de patrimónios vai potenciar ainda mais a participação popular, já que é nestes temas que o cidadão se revê e onde manifesta o seu orgulho pela sua região e por ser português” afirma o responsável pelo projeto.

À semelhança das edições anteriores, as galas onde vão ser eleitas as 7 Maravilhas à Mesa® vão ser apresentadas pela dupla Catarina Furtado e José Carlos Malato e transmitidas em direto na RTP, aos domingos em horário nobre, de 22 de julho até à grande final, a 16 de setembro.

O grande objetivo das 7 Maravilhas à Mesa® é promover as regiões e o mundo rural, através da gastronomia e dos vinhos, fomentando o turismo e as experiências no território. Um país tão pequeno, mas tão rico na sua diversidade de pratos de norte a sul do país e ilhas e no desafio da sua harmonização com os vinhos produzidos localmente e a oferta turística adjacente.

Em cada uma das 7 galas com emissão televisiva serão eleitas 2 mesas finalistas, num total de 14. Os vencedores serão os mais votados na gala Finalíssima, obtendo-se um roteiro eno-gastronómico único, de expressão nacional.

O projeto conta com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República. É desenvolvido em parceria com a AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho, e a AHRESP – Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal.

Conta ainda com o Apoio Institucional do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, do Ministério do Mar, da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Secretaria de Estado do Turismo e do Turismo de Portugal.

O Conselho Científico é constituído pela Associação Cozinheiros Profissionais de Portugal (ACPP), a Associação Portugal Genial, a Federação das Confrarias Báquicas de Portugal, a Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas, o Instituto do Vinho e da Vinha (IVV), a Rede de Instituições Politécnicas do Turismo (RIPTUR) e o Turismo de Portugal.

10.04.18

Rede de Cuidados de Saúde Primários de Lagos reforçada com mais uma USF


helena margarida

Município de Lagos

Vai ser inaugurada na sexta-feira, 13 de abril a nova Unidade de Saúde Familiar (USF) do concelho de Lagos. O Centro de Saúde de Lagos passa a ter em funcionamento mais uma resposta na área dos cuidados de saúde primários.

A USF Amendoeira – assim se designa a nova unidade - vai possibilitar a fixação de mais médicos de Medicina Geral e Familiar no concelho, permitindo um aumento da cobertura assistencial aos cidadãos inscritos sem médico de família no Centro de Saúde.

Dotada de uma equipa multiprofissional dinâmica constituída por 8 médicos, 9 enfermeiros e 7 secretárias clínicas, que irá assistir um número total de 13.600 utentes, a nova USF irá prestar Cuidados de Saúde Primários nas áreas de vacinação, da saúde do adulto e do idoso, a grupos vulneráveis (saúde infantil e juvenil; saúde materna; planeamento familiar; rastreios oncológicos) e a grupos de risco (diabetes; hipertensão arterial; hipocoagulação). Estes serviços serão prestados no Centro de Saúde de Lagos, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, assim como nas extensões de Bensafrim e Odiáxere que funcionarão de segunda a sexta-feira, em horário variável, das 8h às 17h.

As consultas podem ser programadas com antecedência, pessoalmente, por telefone, e-agenda ou email, na USF ou, em casos específicos, no domicílio. O atendimento médico e/ou de enfermagem no próprio dia é realizado nas situações de doença aguda ou outras cuja avaliação o justifique. Na ausência da respetiva equipa de família, a USF garante aos seus utentes o atendimento dos serviços mínimos, por outros profissionais, em sistema de intersubstituição.

As Unidades de Saúde Familiar (USF) são pequenas Unidades Operativas dos Centros de Saúde com autonomia funcional e técnica, que contratualizam objetivos de acessibilidade, adequação, efetividade, eficiência e qualidade, e que garantem aos cidadãos inscritos uma carteira básica de serviços

A primeira USF de Lagos (a USF dos Descobrimentos) foi inaugurada a 10 de maio de 2016, tendo proporcionado uma cobertura de resposta a 10 mil habitantes sem médico de família.

 

 

10.04.18

Envolvente do Campus de Azurém da Universidade do Minho com obras de requalificação


helena margarida

Município de Guimarães

Vai nascer uma nova centralidade na zona nascente do Campus de Azurém da Universidade do Minho, que funcionará como um local de expansão da cidade, dotado de modernas condições da circulação e fruição, “em linha com os princípios definidos pela política municipal de desenvolvimento do território, pautada por preocupações de segurança de circulação de pessoas, espaço para estacionamento, infraestruturas de mobilidade suave, entre outras preocupações” explicou Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, na manhã desta terça-feira, 10 de abril, durante uma visita às obras de reperfilamento da Rua de Francos e novo acesso à Universidade do Minho – Campus de Azurém.

O autarca deixou um convite a todos os vimaranenses para que, ainda antes da conclusão da obra, “venham conhecer o que será um novo espaço”, adiantando que “esta é uma obra muito completa e extremamente necessária, bastante arborizada, com via pedonal segregada, aparcamento e via ciclável que fará a ligação à Rua 24 de Junho e, posteriormente, ao eixo da cidade”.

Por sua vez, Rui Vieira de Castro, Reitor da Universidade do Minho, relembrou que esta obra era “uma antiga aspiração da UM, que vem dignificar a sua entrada nascente” realçando que “a área de circulação, faz do Campus de Azurém um campus amigo do ambiente e da mobilidade suave”.

A obra custará 1.149.832,85€, acrescidos à taxa de IVA em vigor, e requalificará uma área total de 17.500 m2, prevendo-se a sua inauguração para este verão.

A visita contou com também a presença da Vice-Presidente, Adelina Pinto, o Vereador do Urbanismo, Fernando Seara de Sá, o Presidente da Junta de Freguesia de Azurém, Castro Antunes, e a equipa do projeto da Câmara Municipal de Guimarães, liderada por Joaquim Carvalho.

10.04.18

Dois feridos em acidente em metalúrgica de Braga


Bruno Fernandes

Pedro Ribeiro Simões (CC BY 2.0)

 

Dois funcionários de uma empresa de metalurgia em Celeirós, Braga, ficaram feridos, na manhã desta terça-feira, depois da queda de uma carga de alumínio com uma tonelada, avançam vários órgãos locais.

Um funcionário de 51 anos ficou gravemente ferido, tendo sido atingido na cabeça e nos membros superiores. Já um funcionário de 33 anos sofreu ferimentos ligeiros nos membros inferiores. Ambos foram conduzidos ao hospital de Braga. 

Os Bombeiros Voluntários de Braga e o INEM estiveram no local para socorro às vítimas. A GNR e a Autoridade para as Condições do Trabalho também se delocaram à empresa instalada no Condomínio Industrial de Celeirós. 

10.04.18

CIMDOURO apresenta a EEC PROVERE DOURO 2020 e a macroestratégia DOURO 2030


helena margarida

Divulgação

Cerca de 10 milhões de euros de projetos públicos é quanto o território da Comunidade Intermunicipal do Douro (CIMDOURO) candidata à Estratégia de Eficiência Coletiva (EEC) – PROVERE do NORTE2020. AS EEC PROVERE visam fomentar, de uma forma sustentável, a competitividade dos territórios de baixa densidade, através da dinamização de atividades económicas (produtoras de bens e serviços transacionáveis) inovadoras e alicerçadas na valorização de recursos endógenos, tendencialmente inimitáveis do território, como sejam recursos naturais, património histórico, saberes tradicionais, entre outros. Através do PROVERE DOURO 2020, a conjugação virtuosa dos esforços do investimento público, fundamentalmente autárquico, com o investimento complementar privado ou empresarial, alicerçado na valorização do recurso endógeno “Douro enquanto capital simbólico e identitário (re)conhecido mundialmente”, permitirá a dinamização de atividades de base económica inovadoras, o incentivo à atividade turística e o desenvolvimento e valorização dos produtos tradicionais.

A apresentação das linhas globais da Estratégia e a assinatura oficial do consórcio será realizada esta terça-feira, 10 de abril, pelas 18:30 horas, no Museu do Douro, na Régua.

Será ainda apresentada a proposta de macroestratégia da CIMDOURO ao próximo período de programação dos fundos estruturais e de investimento - DOURO 2030 -, documento que estabelece as linhas futuras do desenvolvimento da região, e que contou com contributos dos municípios da CIM, de entidades públicas e privadas do Douro e deputados. O documento reflete os eixos essenciais que garantirão o posicionamento da região do Douro como território estratégico na Europa, interligado, conectado, atrativo e internacionalizado, como polo de inovação e competitividade, empreendedor, inovador e que valoriza o seu capital humano, como território ambientalmente sustentável e socialmente coeso, e como território que capacita as suas instituições, que fomenta parcerias e funciona em rede.

10.04.18

Conferências da Liberdade no Posto de Comando do MFA


helena margarida

Divulgação

A Câmara Municipal de Odivelas realiza, amanhã, 11 de abril, às 14h30, no Posto de Comando do Movimento das Forças Armadas, Quartel da Pontinha, a iniciativa «Conferências da Liberdade» subordinada ao tema: “Rodrigo Sousa e Castro - Um Capitão de Abril”.

O Coronel Rodrigo Sousa e Castro, será orador nesta conferência com uma palestra alusiva ao 25 de abril.

A receção aos convidados, com visita orientada ao Posto de Comando do Movimento das Forças Armadas decorrerá às 14h30 dando-se início à conferência às 15h00.

A participação é livre, mediante inscrição prévia através da Divisão de Cultura, Turismo, Património Cultural e Bibliotecas, telefone 219 320 800, e-mail: cultura@cm-odivelas.pt