Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Somos mundo!

04.06.18

Muralha de Guimarães vai tornar-se visitável de forma pedonal


helena margarida

Município de Guimarães

Já está em execução a intervenção que irá tornar visitável de forma pedonal o adarve do tramo da Muralha, existente ao longo da Avenida Alberto Sampaio, em Guimarães. O projeto contempla o desenho de passadiço em módulos e duas caixas de escadas localizadas nas extremidades, "reforçando a funcionalidade e incrementando uma linguagem atual e apelativa a ser visitada", considera a autarquia, em comunicado enviado às redações.

O percurso é constituído por uma "enorme paltaforma" que terá uma guarda voltada para o interior, "que fará a proteção e garante um conforto visual e físico". Na face voltada para os merlões e ameias, "não haverá qualquer proteção", embora a plataforma não encoste no paramento e assim "haverá uma marcação no pavimento mencionando este afastamento", explica o comunicado.

Está ainda previsto o gradeamento para o Museu Alberto Sampaio e acesso ao adarve. Com esta intervenção "pretende-se tornar este espaço coerente com a proposta formalizada", informa a autarquia, lembrando que o projeto mereceu aprovação da Direção Regional da Cultura do Norte e da Direçao Geral do Património Cultural.

A obra foi adjudicada pelo valor de 444.619,91 €+IVA, com prazo de execução de 150 dias.

04.06.18

Museu Marítimo de Ílhavo ultrapassa 1 milhão de visitantes e conquista prémio nacional


helena margarida

Município de Ílhavo

O Museu Marítimo de Ílhavo (MMI) ultrapassou 1 milhão de visitantes ao mesmo tempo que conquista o importante prémio nacional da Associação Portuguesa de Museologia: Aplicação de Gestão e Multimédia com o portal Homens e Navios do Bacalhau.

A contabilidade dos públicos diz respeito ao período desde outubro de 2001, altura em que o Museu abriu portas remodelado e ampliado. Nos últimos três anos o MMI registou uma média de 80 mil visitantes por ano, uma marca alcançada devido à diversidade e à dinâmica da sua programação que tem levado a um aumento na procura turística.

Se a primeira intervenção no edifício conferiu ao MMI uma certa modernidade a segunda intervenção em 2013 deu ao Museu um Aquário único e garantiu mais público. Na primeira fase deste novo ciclo de vida, o MMI centro o seu projeto cultural na construção de uma memória coletiva sobre as fainas do mar. Na segunda fase, o projeto foi orientado para a promoção de uma cultura do mar inclusiva e para a valorização do seu património mais singular: a pesca do bacalhau.

Conforme referido anteriormente, em paralelo com o atingir da marca do visitante um milhão, o MMI foi distinguido com o prémio da Associação Portuguesa de Museologia pelo projeto histórico que suporta o Portal "Homens e Navios do Bacalhau", um arquivo constituído a partir de mais de 20 mil fichas de inscrição no antigo Grémio dos Armadores de Navios da Pesca do Bacalhau, que foi objeto de restauro digital e inventariação. Um trabalho de multimédia que funciona como rede social da memória coletiva da frota bacalhoeira portuguesa - os seus Homens e Navios.

04.06.18

Associativismo dinamiza Praça do Município de Ribeira de Pena no Dia de Portugal


helena margarida

Divulgação

Ribeira de Pena expõe na Praça do Município no Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades o trabalho que tem sido desenvolvido pelas Associações do concelho. Ao mesmo tempo promove e dinamiza o associativismo. Esta é já a 4ª edição da "Mostra do Associativismo" promovida CLDS 3G - "Sol Nascente" com o apoio do município.

Haverá Cantares Populares, Jogos Tradicionais, Produtos Locais, Desporto e Cultura para descobrir ao londo de todo o dia 10 de junho.

Município de Ribeira de Pena

Lembrar ainda que uma das principais montras do que melhor se faz por aquelas paragens é a Feira do Linho que tem a decorrer até ao dia 29 de junho as inscrições para aquela que irá ser a XX edição. Neste certame podem participar artesãos, produtores locais, associações, autarquias, organismos oficiais e entidades privadas que se enquadrem nos objetivos do evento.

A XX edição da Feira do Linho - Mostra de Produtos Locais de Ribeira de Pena está agendada para os dias 3, 4 e 5 de agosto. Três dias de certame para divulgar o artesanato a gastronomia local e regional, como forma de preservação da cultura popular, assim como incentivar o desenvolvimento destes dois setores, pela importância que ocupam na estratégia de desenvolvimento sustentável traçado para o concelho e para a região.

04.06.18

Vouzela vai integrar Ecopista do Vouga


helena margarida

Município de Vouzela

A Ecopista do Vouga já tem contrato de financiamento assinado para o troço de Vouzela. A extensão de 7 Km terá um custo de 676.899 euros, sendo financiado em 500 mil euros pelo Programa Valorizar.

Rui Ladeira, presidente da Câmara Municipal de Vouzela considera a Ecopista um produto diferenciador para o concelho e que será fundamental para ajudar a recuperar o território e a sua economia local depois da destruição das infraestruturas provocada pelos incêndios de outubro de 2017.

O autarca espera que no final de 2019 o projeto esteja concluído.

02.06.18

Comboio Histórico está de volta aos carris do Douro


helena margarida

CP

O comboio histórico do Douro entra hoje, 2 de junho, nos carris para realizar, na campanha deste ano, 44 viagens, entre Porto e Tua, até 28 de outubro.

As cinco carruagens de madeira datadas dos anos 20 e 30 do século XX, conduzidas por uma Locomotiva Diesel dos anos 60, vão conduzir os turistas nacionais e estrangeiros pelo trajeto ferroviário mais bonito do país. Durante todo o trajeto, há animação, assegurada por um grupo de cantares regionais, ainda uma degustação de vinho do Porto e distribuição de rebuçados da Régua.

“Excecionalmente, até ao início de julho, o comboio será puxado por uma locomotiva a diesel da década de 60, que conserva todas as suas características originais”, informa a CP em comunicado. Depois, a partir dessa altura e até ao final de outubro, "a tração será feita pela locomotiva a vapor, construída em 1925 pela Henschel & Son".

Este serviço da CP – Comboios de Portugal, arranca hoje, 2 de junho. As viagens efectuam-se todos os sábados e domingos com partida da Régua às 15h23 e chegada ao Tua às 16h34. O regresso tem hora marcada às 17h10, com chegada à Régua às 18h32. Pelo meio há uma paragem de 25 minutos no Pinhão.

Cada viagem custa 42,50 euros para adultos e 19 para crianças. Se optar por deixar o carro em casa poderá usufruir dos serviços da CP de bilhetes que combinam o passeio no comboio histórico com viagens de ida e volta desde vários pontos do país até ao Douro. Um serviço que é válido para o Alfa Pendular, Intercidades ou Regionais.

Na campanha do ano passado, foram transportados 10.000 clientes tendo-se registado uma ocupação média de 204 passageiros por comboio.

Pág. 5/5