Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Somos mundo!

17.07.18

Guerras Peninsulares vão ser encenadas no Forte das Batarias da Catraia


helena margarida

Município de Proença-a-Nova

O Forte das Batarias I, no concelho de Proença-a-Nova, receberá a 29 de julho e 12 de agosto, uma encenação militar que irá representar as guerras peninsulares ao território português. Será uma viagem que remontará ao período entre o século XVII e Napoleão, integrada na Rota das Visitas Guiadas e Encenadas do projeto Beira Baixa Cultural, promovida pelo Município de Proença-a-Nova. A primeira atividade acontecerá a 29 de julho, com ponto de encontro na Catraia (junto às bombas de gasolina) às 9h00 e a partir desse local os participantes serão encaminhados para o Forte das Batarias I, onde será feito um enquadramento histórico pelo professor António Manuel Silva e por um arqueólogo do Campo de Arqueologia Internacional de Proença-a-Nova, seguido da encenação pelo grupo de teatro Vaátão, convidando os presentes a trilhar o caminho dos invasores. A 12 de agosto, a proposta é para “Acordar o sol”, com início às 4h00, e integra o 156º Passeio Pedestre, onde além do enquadramento histórico e da encenação histórica, contará com a observação dos astros e com a participação do astrofísico José de Matos. Ambas atividades são gratuitas, mas de inscrição obrigatória no Posto de Turismo. Estas duas iniciativas pretendem divulgar as estruturas militares existentes em Proença-a-Nova, e a troca de conhecimento sobre as linhas defensivas que foram construídas no território europeu, do século XVII e as Guerras napoleónicas, com foco na sua topografia, as diferentes estruturas que as integram, a sua função, evolução e eficiência, entre outros aspetos, e juntam-se às já realizadas em abril, com a encenação dos rituais fúnebres na Anta do Vale do Alvito, em maio, com a recriação histórica da Lenda do Santo Lenho, e em julho e agosto com as oficinas de iniciação à arqueologia. Todas estas iniciativas constituem o programa de 2018 da Rota das Visitas Guiadas e Encenadas aos Monumentos Megalíticos, inseridas no projeto Beira Baixa Cultural, - cofinanciado no âmbito do Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional da União Europeia, promovido pela Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB). A próxima iniciativa deste programa acontecerá a 23 de setembro, inserida no programa do Festival do Plangaio e do Maranho, em Sobreira Formosa, e retratará a Batalha do Alvito, encenada pelo grupo de teatro Vivarte. O concelho de Proença-a-Nova é rico em estruturas militares que remontam ao Séc. XVIII e às quais se dá o nome de Linha Defensiva das Talhadas-Moradal. Esta era a primeira linha de defesa do território, face às invasões que entravam pela Beira-Baixa. Estas Linhas Defensivas revestem-se de grande importância patrimonial, histórica e turística e ainda hoje permanecem na memória dos populares como sendo do “tempo dos franceses”.

17.07.18

Vouzela promove doçaria regional em Festival


helena margarida

Divulgação

A décima edição do Festival de Doçaria vai deixar com “água na boca” quem passar por Vouzela nos dias 28 e 29 de julho. Cerca de 15 produtores de doces da região irão marcar presença neste certame.

“Doce Vouzela” abre portas pelas 17h00, do dia 28 de julho, com a tradicional prova de doçaria regional e arrauada pela Sociedade Musical Cultura e Recreio de Paços de Vilharigues. Hevrá ainda animação de rua com os Clowns e às 18h o espetáculo musical Alice no País das Maravilhas. À noite, pelas 22h, o palco é do Grupo de Trajes e Cantares de Cambra.

Este primeiro dia de Festival ficará ainda marcado pela realização do I Torneio Internacional Aberto de Xadrez, que irá decorrer no Salão dos Bombeiros Voluntários de Vouzela.

No segundo dia do festival as portas abrem pelas 15h, seguindo-se os Xaral's Dixie com animação de rua. Às 17h30 realiza-se a oficina do doce para miúdos e graúdos “Pasteleiro por um Dia”. As inscrições são limitadas à participação de 10 pessoas e podem ser feitas no Posto de Turismo de Vouzela. Às 21h30 actua a Marchinha do Botequim, um projeto que combina música e animação.

Durante os dois dias haverá ainda insufláveis e comboio turístico.

17.07.18

Guimarães tem sistema pioneiro de passadeiras


helena margarida

Município de Guimarães

A Câmara Municipal de Guimarães em parceria com a Communicate Way (CWAY) instalou um sistema inovador, na Avenida D. João IV, que alerta os condutores quando um peão vai atravessar aquela passadeira com recurso a sensores.

Este sistema pioneiro, integrado no projeto Guimarães Living Lab, foi desenvolvido com tecnologia certificada pela Communicate Way e teve como parceiros a Bosch, Siemens e a Exporlux.

O equipamento tecnológico serve-se essencialmente de passadeiras onde existe grande fluxo de trânsito e visibilidade reduzida, para atuar como um elemento de alerta ativa, avisando previamente, por meio de sinal luminoso, os condutores de veículos perante a existência de peões a realizar a travessia da passadeira. Desta forma os condutores conseguem perceber, atempadamente, as condições de travessia existentes podendo assim adaptar a sua velocidade de circulação, prevenindo acidentes.

O CWAY é um equipamento energeticamente eficiente e sustentável e permite também uma eficaz gestão da iluminação da passadeira.

O Guimarães Living Lab apresenta-se como um espaço de reflexão e de investigação e desenvolvimento de projetos piloto, inovadores e replicáveis, que impulsionem novas maneiras de abordar questões relevantes para a cidade