Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

Somos mundo!

07.02.19

Guimarães: inclusão de pessoas com deficiência é tema de seminário de turismo ecológico


Bruno Micael Fernandes

Município de Guimarães Comunicação

A Casa da Memória, em Guimarães, vai acolher o seminário "Project SEARCH e Turismo Ecológico e Inclusivo em Guimarães". Sensibilizar a comunidade para a questão da inserção de pessoas com deficiência  neste âmbito é o objetivo desta iniciativa. 

No evento, "serão apresentados um conjunto de painéis que demonstrarão parcerias, projetos e outras ferramentas que visem a inclusão profissional de pessoas com deficiência na área do Turismo, bem como encontrar soluções para tornar Guimarães cada vez mais um destino Acessível e Inclusivo para Todos", refere a autarquia em comuinicado. 

O seminário decorre na Sala de Conferências da Casa da Memória no próxima dia 15 de fevereiro. A entrada é gratuita mas é de inscrição obrigatória pelo telemóvel +351 925 857 459. 

05.02.19

Proença-a-Nova: autarquia assina protocolo com a FPF e a AF de Castelo Branco


Bruno Micael Fernandes

Município de Proença-a-Nova

A autarquia de Proença-a-Nova assinou um protocolo de homologação de provas e atividades desportivas com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Associação de Futebol de Castelo Branco (AF Castelo Branco). 

O acordo, assinado no passado dia 01 de fevereiro, vai permitir "potenciar a Taça do Município, organizada pelo Grupo de Desporto do Município e que conta com treze edições, o Torneio de Veteranos, organizado pela Associação Desportiva e Cultural de Proença-a-Nova, e o Futsal, organizado pelo Núcleo de Juventude", refere o município em comunicado.  

Fernando Gomes, presidente da FPF, e Manuel Candeias, presidente da AF Castelo Branco, prometeram ajudar o município com "ações de formação para agentes desportivos participantes nas provas de futebol, futsal ou futebol de praia a custos controlados, a possibilidade de organização de provas oficiais homologadas pela FPF, bem como a cumprirem com os regulamentos estipulados". 

João Manso, vice-presidente do município, considera que "a Taça do Município tem um papel crucial na dinamização dos polidesportivos das associações mas também proporciona momentos de convívio e de desportivismo entre associações", indica o autarca. 

05.02.19

Quercus lança Wasteapp


helena margarida

Divulgação

A Quercus lança a aplicação Wasteapp que vai ajudar todos os Portugueses a separar o lixo em casa. Esta ferramenta inovadora, pode ser consultada, de forma fácil, nas diferentes plataformas digitais e simplificará a tarefa de separação de resíduos e a colocação dos mesmos nos diferentes ecopontos de forma correta.

“O lançamento desta nova ferramenta reflete o esforço da Quercus em melhorar os níveis de reciclagem dos portugueses, através da informação e da ajuda prática, combatendo aquilo que, a nosso ver, tem vindo a ser refletido em números que mostram um suposto desinteresse que mais não é do que desconhecimento“ refere Carmen Lima, Coordenadora para os Resíduos da Quercus e acrescenta: “Os Portugueses preocupam-se cada vez mais com o ambiente, querem reciclar mas não sabem fazê-lo corretamente. Tal ficou demonstrado no resultado de um inquérito por nós elaborado, aquando do desafio “40 dias sem plástico”.

Wasteapp, desenvolvida em parceria com a Fundação Vodafone, está disponível nas versões iOS e Android, para smartphone, tablet e computador, podendo ser descarregada gratuitamente a partir das Lojas AppStore e GooglePlay.

Muito fácil de utilizar, permite esclarecer qual o ecoponto certo para os lixos domésticos, bem como o local mais próximo onde entregar os seus eletrodomésticos avariados ou outros resíduos específicos ou de grande dimensão, com indicação geográfica através de gps. Poderá encontrar o destino a dar a cerca de 50 tipologias de resíduos diferentes.

Todos os dias cada Português produz uma média de 1,32 kg de lixo, contribuindo para uma produção anual de 4,75 milhões de toneladas de resíduos urbanos. Apenas 16,5% do total de resíduos produzidos em Portugal são encaminhados para os ecopontos, um valor muito baixo que dificulta a tarefa de separar os diversos materiais e encaminhá-los para reciclagem, como se reflete na taxa de tratamento do lixo, ou seja, quanto menos separarmos mais pagamos.

De acordo com a Quercus, "a nossa realidade atual é uma necessidade de tratar 83,5% de resíduos todos misturados, dos quais temos que retirar materiais para reciclar e valorizar, tendo à nossa frente uma meta de reciclagem – reciclar 50% do lixo até 2022. É uma tarefa quase impossível porque atualmente a nossa reciclagem está na ordem dos 38%". Para o futuro "esperam-nos metas mais ambiciosas, pois em 2035, temos que reduzir a deposição em aterro de 32% para apenas 10% e aumentar a reciclagem para 65%", sublinha a associação ambientalista.

Conheça a Wasteapp no site oficial

04.02.19

Vila Real: autarca apresenta queixa na ERC


Bruno Micael Fernandes

Facebook Rui Santos

O presidente da câmara municipal de Vila Real, Rui Santos, vai apresentar queixa ao Ministério Público (MP) e à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) devido a notícias que dão conta do seu alegado envolvimento na investigação aos "convénios luso-brasileiros" da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), noticiam os meios de comunicação locais. 

O autarca diz que várias notícias vindas a público envolveram-no diretamente. Rui Santos foi por oito meses, entre 2010 e 2011, administrador da academia transmontana. "Acho absolutamente extraordinário que, de forma maliciosa, alguém tenha aproveitado esta questão para me envolver numa situação com estas características", indicou ao jornalistas, reforçando não saber nada sobre o processo e que não é suspeito nem arguido no caso, tendo sido contactado pelos inspetores da Polícia Judiciária a par com outros responsáveis da UTAD entre 2004 e 2018. "Foi inventado um facto" para o caso "ser notícia", diz o autarca socialista.  "Vou fazer uma queixa à ERC e ao MP pela tentativa de me envolverem num processo deste género", indica. 

Correio da Manhã, na edição de sábado, indicava que Rui Santos surgia "envolvido na investigação ao rasto de meio milhão de euros em propinas que alunos brasileiros pagaram para frequentar mestrados e doutoramentos na UTAD" e que as buscas "visaram, além do autarca (...), mais nove elementos do Conselho de Gestão e das Equipas Reitorais da UTAD". Além disso, o matutino avançou que a Judiciária e o MP tiveram um azedume durante a ação: o Ministério teimou "em realizar buscas ao atual presidente da autarquia". Ao jornal, o presidente da câmara não prestou quaisquer declarações. 

Recorde-se que, na sexta-feira passada, a PJ esteve na UTAD e em casa de alguns dos suspeitos no envolvimento neste processo. A reitoria da UTAD desmentiu que algum elemento reitoral ou da administração da instituição fossem arguidos. Segundo a PGDP, foram realizadas 22 buscas domiciliárias com pesquisas informáticas, 23 buscas não domiciliárias também com pesquisas informáticas, sendo 22 em empresas e outros locais relacionados com os suspeitos e uma na UTAD", não havendo arguidos constituídos.  O caso remonta a 2016 quando a RTP 1 emitiu uma série de reportagens no programa "Sexta Às 9" sobre acordos de cooperação luso-brasileiros, cujo dinheiro de propinas pagas pelos alunos nunca chegou aos cofres da instituição. 

04.02.19

Viana do Castelo: aniversário da chegada do Gil Eannes assinalado com livro e exposição


Bruno Micael Fernandes

Município de Viana do Castelo

O antigo Navio Hospital Gil Eannes celebrou ontem o 21.º aniversário desde que chegou a Viana do Castelo.

Para assinalar a efeméride, foram lançados, este domingo, um livro e uma exposição no âmbito das comemorações. 

Da autoria de João Batel Marques, o livro "A Pesca do Bacalhau - História, Gentes e Navios: Os Navios – motor da Pesca à Linha, Tomo III" foi apresentado numa sessão solene que aconteceu a bordo do navio. A exposição  "Campanha São Ruy 1952" foi também inaugurada este domingo, estando patente na Sala José Hermano Saraiva. 

O navio Gil Eanes foi construído nos Estaleiros Navais da cidade, tendo iniciado a atividade em 1955, apoiando a frota bacalhoeira portuguesa. Após a desativação desta frota, o barco ficou a apodrecer nas docas de Lisboa. 

Em 1998, e após uma campanha inédita, o barco foi recuperado da sucata pela mão da Fundação Gil Eannes. A 31 de janeiro de 1998, o barco foi recebido em festa na Foz do Lima. "Desde que o Navio Gil Eannes foi colocado em exposição na antiga doca comercial de Viana do Castelo, a Fundação Gil Eannes tem tido como objetivo transformar o navio num espaço museológico, contribuindo deste modo para o desenvolvimento cultural, turístico e científico, especialmente em áreas relacionadas com o mar", indica a autarquia em comunicado. 

O Navio Gil Eannes está prestes a atingir o marco do 1 milhão de visitantes.