Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Informadouro

Somos mundo!

26.11.18

Alijó: junta do Pinhão descontente com valor destinado à requalificação de uma rua


Bruno Fernandes

Junta de Freguesia do Pinhão

A Junta de Freguesia do Pinhão, em Alijó, está desagradada com a dotação financeira, atribuída pelo município alijoense, para a requalificação da rua António Manuel Saraiva. A tomada de posição surge num comunicado enviado às redações. 

Em causa, está o facto do município ter atribuído, no orçamento municipal para 2019, apenas 100 euros para as obras desta rua que a junta considera como "estratégica para o concelho e para a região". Sandra Moutinho, presidente da junta do Pinhão e deputada municipal, diz mesmo que a dotação para esta obra, com este valor, é uma "afronta", acusando a autarquia de não ter a vila como prioridade. Sandra Moutinho acrescenta que as "dotações atribuídas a esta intervenção" têm sido "sucessivamente reduzidas". “Esta intervenção não pode ser tratada no orçamento como um tecnicismo contabilístico", acrescenta a autarca. 

Apesar de Sandra Moutinho referir que está "em curso a elaboração do Plano de Pormenor na Rua António Manuel Saraiva, que abrange igualmente a Avenida Marginal", a presidente da junta referiu que a requalificação "do espaço público em si" daquela artéria "pode ser tratada em paralelo".

O facto de, numa entrevista ao jornal local A Voz de Trás-os-Montes em agosto passado, o presidente da Câmara Municipal de Alijó ter anunciado um projeto de 4 milhões de euros para Alijó a ser colocado "no terreno" em 2019 não passou "em claro" no comunicado da junta de freguesia. Sandra Moutinho diz "estranhar uma dotação de 100 euros no orçamento. "Isto só pode significar que o município não considera esta obra prioritária e não está em condições de assegurar, num hipotético quadro comunitário, a componente de financiamento local", acusa. 

Apesar do voto contra da junta do Pinhão, o orçamento foi aprovado.