Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Informadouro

Somos mundo!

O nosso dever? Informar!

05.01.18

Bragança, Terra Natal e de Sonhos recebeu mais de 70 mil visitantes


helena margarida

Município de Bragança

Bragança recebeu entre o dia 1 de dezembro de 2018 e 1 de janeiro de 2018 mais de 70 mil visitantes. O balanço da quarta edição da Terra Natal e de Sonhos foi feito pela autarquia que se congratula por “milhares de famílias” que escolheram conhecer o concelho nesta quadra.

Município de Bragança

A principal atração das mais de 70 mil pessoas foi a Pista de Gelo, com mais de 17 patinadores, numa média diária de 588 pessoas. Sendo que no dia 8 de dezembro (feriado em Portugal e Espanha), foi batido o recorde de afluência: 1.071 patinadores. As receitas de bilheteira (1 euro por 20 minutos de utilização) reverteram, integralmente, para as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários de Bragança e de Izeda.

Os visitantes puderam conhecer também na Praça Camões, a Árvore de Natal gigante, o Mercadinho de Natal, a Casa do Pai Natal, a Mini-Roda, o Comboio Infantil, o Coreto de Natal, o Carrossel e o Baloiço. E um pouco por toda a Cidade de Bragança assistiram a miniconcertos pelas três bandas de música do Concelho, Banca de Natal, Presépio ao Vivo, Iluminação de Natal e Arte no Natal – oficinas para crianças, entre muitas outras.

Porque Natal é sinónimo de generosidade e de partilha, o Município preparou para a quarta edição de Bragança, Terra Natal e de Sonhos, iniciativas solidárias, como o I Trail Urbano Noturno Solidário que contou com a participação de mais de 350 pessoas, e durante o qual foram angariados (resultado das inscrições) 1.868 euros, doados, na totalidade, à União das Misericórdias Portuguesas, para as vítimas dos incêndios.

Já em Natal a Pedalar, 150 Pais-Natais pedalaram por uma boa causa: doar roupa ou brinquedos às crianças da Obra Kolping.

Ao promover “Bragança, Terra Natal e de Sonhos”, o Município de Bragança visa, sobretudo, promover o comércio tradicional, animar a cidade, dinamizar a economia local e promover o turismo, numa época especialmente marcada por sentimentos de união, amor, solidariedade, confraternização e esperança num futuro melhor.