Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Informadouro

Somos mundo!

21.08.18

Cabeceiras de Basto: presidente da câmara toma posição sobre portagens na A7


Bruno Fernandes

Ascendi/Divulgação

 

O presidente da câmara de Cabeceiras de Basto tomou uma posição em relação às portangens da A7 e vai levar essa declaração à reunião do Executivo Municipal. 

Num longo texto que a autarquia fez chegar aos órgãos de comunicação social, Francisco Alves é perentório a afirmar que os preços praticados, neste momento, na autoestrada são "uma descriminação negativa dos territórios do interior". O autarca justifica esta afirmação com o facto de o concelho ser "de baixa densidade populacional, equidistante das zonas mais interiores e mais litorais do País". "Esta autoestrada, desde a sua entrada em funcionamento, é portajada com o preço por quilómetro (Vila do Conde – Vila Pouca de Aguiar 0,092 €/classe 1) superior aos preços por quilómetro de algumas autoestradas do litoral do país (A1 – Porto Coimbra 0,054 €/classe 1 ou Porto – Braga 0,055 €/classe 1)", continua. 

Dizendo não "ser compreensível que nas reduções anunciadas, não se encontre prevista a A7", o texto conclui apelando "formal e publicamente ao Governo e, em especial, ao Ministro do Planeamento que seja analisada e decidida a redução de portagens para esta autoestrada, especificamente entre Guimarães e Vila Pouca de Aguiar". 

A reunião onde a declaração pode ser aprovada acontece na próxima sexta-feira.