Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Informadouro

Somos mundo!

O nosso dever? Informar!

Direitos Reservados

 

Foi ontem inaugurada uma unidade móvel de apoio às pessoas da comunidade LGBT (Lésbicas, Gay, Bissexual e Transexual). A cerimónia de apresentação deste novo posto aconteceu em Matosinhos e contou com a presença da Presidente da Câmara Luísa Salgueiro. 

Desde 2017 que existe o Centro Gis, resultante de uma parceria entre a Câmara Municipal de Matosinhos, a Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade e a Associação Plano i, que tem vindo a dar apoio à comunidade pertencente à minoria no Norte do país. 

De acordo com Paula Allen, coordenadora do Centro Gis, “somos o único centro de respostas especializado em toda a região Norte e é frequente deslocarmo-nos a Viana do Castelo, Bragança, Santa Maria da Feira ou Coimbra, por exemplo, para dar apoio psicológico, jurídico e endocrinológico, mas acontecia os utentes telefonarem-nos ou contactarem-nos via Facebook a pedir atendimento, sendo que, por falta de dinheiro ou insegurança, não conseguiam chegar até nós. Com esta unidade móvel, é possível deslocarmo-nos, estacionarmos e fazermos o atendimento, sem que essas pessoas tenham, por exemplo, de correr o risco de irem até um serviço público e serem identificadas”. 

A unidade móvel ontem apresentada é financiada pela Fundação EDP no âmbito do concurso EDP Solidária 2017, vai permitir alargar o serviço de atendimento e apoio à população LGBT, bem como aos seus familiares e pessoas próximas, que a Associação Plano i atualmente presta no Centro Gis. O equipamento permitirá a prestação de assistência médica, psicológica e jurídica a pessoas que, por razões geográficas, financeiras ou outras, não possam deslocar-se ao Centro.

O nome do Centro Gis e da unidade móvel é uma homenagem à transexual Gisberta, assassinada a 22 de fevereiro de 2006, no Porto.